Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 22 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/09/2020
PMMC COVID SAÚDE
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Em três dias, 3,7 mil animais são vacinados em campanha antirrábica

05 AGO 2016 - 08h00

Em três dias, a campanha de vacinação antirrábica, contra o vírus da raiva, para cães e gatos, aplicou 3,7 mil vacinas em Suzano. A imunização começou nesta semana e vai até setembro. A aplicação será feita em diversos bairros da cidade.

A imunização evita que os animais sejam infectados pelo vírus, desenvolva e passe a doença aos humanos. No primeiro dia da campanha, 1,3 mil animais foram imunizados, segundo balanço da Prefeitura. O segundo dia fechou com 700 animais imunizados e o terceiro com 1,7 mil imunizações.

Os bairros Parque Maria Helena I, Parque Maria Helena II, Vila Maria de Maggi, Vila Maluff, Sesc, Rio Abaixo, Jardim Gardênia Azul e Jardim Margareth já receberam a vacinação, além do Dona Benta e Jardim Revista.

O agente de zoonose, Allan Boioto, ressalta que essa vacina é apenas contra a raiva e não imuniza contra outras doenças, "Essa campanha, que acontece até setembro, é para cães e gatos que tenham mais de três meses. Essa vacina é simplesmente contra o vírus da raiva, mas os animais estão sujeitos a outras doenças também. Um acompanhamento periódico com o veterinário é importante". O movimento nos locais de vacinação estava intenso, com animais de estimação chegando a todo instante. "O movimento está grande”.

A estudante Karen Cristina Farias Santos levou seus dois cachorros para tomarem a vacina. "Hoje eu trouxe os dois para tomarem juntos, mas apenas a fêmea, chamada Ana, está com a vacina em ordem, porque ela tem apenas cinco meses. O macho, não sei quantos anos tem, mas ele é mais velho".

Elisabeth Nascimento também levou seu cão, Pipolho, que já tem nove anos, para se vacinar."Eu trouxe para proteger a saúde dele e a minha, porque a raiva pode passar e até matar. Meu cachorro não é agressivo, mas quando eu saio com ele na rua ele estranha um pouco as pessoas de fora". O músico Eduardo Francisco Silva Júnior diz que conseguiu adotar seu gatinho em uma casa de rações, "Adotei meu gato, o Fluck, há dois meses numa casa de rações. Essa é a primeira vacina que ele toma", conta.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias