Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 17 de janeiro de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 17/01/2021
CENTRO MÉDICO CLUBE DS  - OFTALMOLOGIA
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
GOLDSTAR
MRV

Escolas de Suzano fortalecem Busca Ativa de alunos para entrega de atividades

Ação consiste na identificação dos alunos que não estão realizando as tarefas

Por Matheus Cruz - de Suzano29 NOV 2020 - 12h00
Em Suzano, a escola rural Helena Zerrenner, localizada na Estrada do Koyama, a busca ativa começou em abril, junto ao processo de entrega dos materiaisFoto: Regiane Bento/DS
As escolas estaduais de Suzano estão fortalecendo o processo de Busca Ativa. A ação ocorre para identificar e auxiliar os alunos que ainda não estão realizando as atividades dadas pelas escolas, e busca entender cada cenário para “resgatar” esses estudantes. As ações são lideradas pelos diretores e equipes escolares. As unidades ofertam oportunidades para a realização das atividades, sejam elas através de tecnologia ou materiais impressos.
 
Em Suzano, a escola rural Helena Zerrenner, localizada na Estrada do Koyama, a busca ativa começou em abril, junto ao processo de entrega dos materiais. A diretora da unidade, Caroline Olivari, explica as dificuldades e como esse processo está sendo feito. “Primeiro eu e a vice-diretora colocamos os materiais nos carros e fomos fazendo as entregas nos pontos do transporte escolar. Na nossa escola, 90% dos alunos usam o transporte, então neste processo, já fomos criando um vínculo com as famílias, que iam buscar os materiais”, explica a diretora.
 
Logo em seguida, a unidade começou o contato direto com os alunos. “Montamos grupos no WhatsApp, os alunos possuem os contatos dos professores, coordenadores, o meu e o da vice-diretora, e nós temos os deles, assim, tentamos manter esse vínculo”, explica Caroline. 
 
Além do acompanhamento remoto, a escola também está levando atividades impressas para os alunos que não possuem acesso à internet. “Montamos um conteúdo que são as habilidades mínimas de cada bimestre, tanto no modelo impresso, como no Google Docs. Os professores ficam com a função de passar para nós da equipe gestora, quais são os alunos que não estão correspondendo às atividades e qual o motivo, para irmos atrás e entender o motivo”. 
 
A diretora recomenda que os alunos que ainda não entregaram as atividades, procurem suas escolas e tentem manter contato. “Entramos na pandemia juntos e vamos sair juntos. A equipe da nossa escola é muito unida, então criamos um ambiente bacana para o aluno se sentir bem, isso faz com que a escola esteja conseguindo atingir esses objetivos”, finaliza. 
 
Em todo o estado, cada unidade de ensino está usando procedimentos baseados em cada realidade, dentre as ferramentas usadas na Busca Ativa, estão: lives pelo Youtube e Facebook, mensagens pelo WhatsApp, entrega de materiais nas casas dos alunos e ligações telefônicas.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias