Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sábado 08 de agosto de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 07/08/2020
PMMC ECOTIETÊ
PMMC  VACINAÇÃO - SARAMPO
Pmmc Mutirão da Catarata
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
Educação

Escolas particulares registram evasão de 30% e inadimplência de 24,29%

Para o presidente do Sieeesp, Benjamin Ribeiro da Silva, existem incertezas trazidas pela a pandemia do novo coronavírus

Por Carolina Rocha - da região25 JUL 2020 - 15h14
Evasão escolar preocupa escolas particularesFoto: Divulgação
As escolas particulares podem ter a evasão de 30% dos alunos regularmente matriculados nas unidades de educação. A estimativa é do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado de São Paulo (Sieeesp). De acordo com a entidade, a estimativa engloba, principalmente, creches e educação infantil, mas também atinge os ensinos fundamental I e II e o médio.
Para o presidente do Sieeesp, Benjamin Ribeiro da Silva, a estimativa pode chegar a até 50% de evasão, devido as incertezas trazidas pela a pandemia do novo coronavírus. Benjamin explica que nesse contexto, as escolas que mais sofrem com esse cenário são instituições menores, e com mensalidades mais baratas.
 
“Temos muitas escolas com muita dificuldade. Não temos linha de crédito, empréstimos, ou auxílio fiscal para o nosso setor. Escolas menores com mensalidades mais baratas, entre R$ 500 e R$ 1200 são as que mais sofrem, principalmente as de educação infantil”, diz.
 
É o caso da região. Segundo Benjamin, o Alto Tietê tem muitas escolas particulares. Entretanto, em sua grande maioria, são escolas menores e com valores mais acessíveis. Em momentos de crise, o presidente diz que essas unidades são as que mais sofrem com a falta de recursos para se manter no mercado.
 
Segundo um levantamento realizado pelo Sindicato, a inadimplência nas escolas da regional de Guarulhos, que engloba as dez cidades da região e o município de Mairiporã, chegou a 24,29% no mês de junho. No mesmo período do ano passado, a inadimplência na região era de 9,8%.
 
Volta às aulas
 
De acordo com o presidente, a estimativa de volta ás aulas nas unidades privadas em todo o Estado, é a mesma para a rede pública, 8 de setembro. Entretanto a entidade reforçou que o retorno depende das autoridades de Saúde e da Educação. 
Em relação aos preparativos para a volta, a Sieeesp informou que cada escola deve realizar as intervenções necessárias, individualmente e de forma autônoma. Para orientar as escolas nesse sentido, o Sindicato elaborou um protocolo de segurança e saúde, discutido com especialistas e médicos, que busca garantir todas as condições para um retorno seguro para os alunos e toda a comunidade escolar.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias