Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sábado 19 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/09/2020
PMMC COVID LAR
PMMC COVID SAÚDE
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Estado autoriza aumento do número de alunos por sala de aula em Suzano

14 JAN 2016 - 07h00

As salas de aula das escolas estaduais de Suzano poderão ter, a partir deste ano, a ampliação do número de alunos por classe em até 10%. A medida foi autorizada pelo Estado. Uma resolução da Secretaria estadual da Educação, publicada no Diário Oficial do Estado (DOE), oficializou a possibilidade da abertura de salas com até 44 alunos no Ensino Médio, quatro a mais do que o permitido na regra anterior. No Ensino Fundamental, as turmas também poderão ser maiores, 33 alunos nos anos iniciais (1º ao 5º ano) e 38 nos finais (6º ao 9º ano).

De acordo com a Diretoria Regional de Ensino de Suzano, hoje a média de estudantes por classe na rede estadual suzanense é de 29 alunos nos anos iniciais, 32 nos anos finais e 39 no Ensino Médio, o que estaria de acordo com a resolução de 2008, que previa turmas de 30 alunos nos anos iniciais, 35 nos finais e 40 no ensino médio. Na Educação de Jovens e Adultos (EJA), também houve alteração da referência. O Estado aceita agora 45 alunos por sala, antes eram 40.

Ainda segundo a Secretaria de Educação, o objetivo da ação é estabelecer um teto de até 10% para o recebimento de alunos e criar uma espécie de trava, o que antes não existia. A resolução aponta ainda que o acréscimo dos 10% só acontecerá em casos excepcionais, isto é, com a demanda "justificada". Ou seja, a medida visa impedir que as salas de aula ultrapassem os 44 alunos no Ensino Médio, por exemplo.

PREJUÍZOS

Para a diretora estadual do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp), Ana Lúcia Ferreira, ainda não é possível dizer como estarão as salas de aula neste ano, uma vez que o ano letivo terá início apenas em 15 de fevereiro. Contudo, até 2015, ela explica que as unidades estaduais atendiam cerca de 40 alunos por sala de aula, o que já é considerado superlotação.

"O governo queria fazer a reorganização com objetivo de melhorar o ensino e agora publica uma resolução que faz lotar ainda mais as salas de aula. Nos dois casos concluímos que o verdadeiro propósito é fechar salas de aula, uma vez que se enche uma classe e se fecha outra", argumenta.

Ana afirma ainda que a Apeoesp pedirá uma reunião com a Diretoria de Ensino para que as salas não sejam ampliadas e que Suzano mantenha o máximo de 40 alunos por turma. "O ideal seriam 25 alunos por sala e o tolerável 35. Isso ajuda tanto os alunos quanto os professores, que podem aprender e lecionar melhor, respectivamente", completa.

Segundo a diretora, o assunto será debatido em 25 de janeiro com os professores da rede, durante reunião para falar sobre as atribuições de aulas. Além disso, no dia 29 deste mês, a Apeoesp Central fará uma reunião, em São Paulo, para fornecer orientações e a partir disso novas sugestões serão passadas aos professores do município.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias