Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sexta 19 de outubro de 2018

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 18/10/2018
Costa Rica
PMMC OUTUBRO -  EDUCAÇÃO
PMMC OUTUBRO - MOGI + ROSA
MRV - CONQUISTE SEU APÊ

Estado envia 864 mil doses de vacina para o Alto Tietê; ações são reforçadas

Suzano, por exemplo, recebeu 133.341 doses entre os dois últimos meses de 2017

Por Lucas Lima - De Suzano13 JAN 2018 - 09h15
Alto Tietê já recebeu ações contra o vírusFoto: Sabrina Silva/Divulgação
A Secretaria Estadual de Saúde continua com as ações de intensificação no Alto Tietê contra a febre amarela. Desde novembro do ano passado, a pasta reforça a imunização da doença em sete municípios da região por meio da expansão de vacinas. Foram 864.467 doses até agora. Suzano, por exemplo, recebeu 133.341 doses entre os dois últimos meses de 2017. Por conta dessa medida, o Estado afirmou que "Dia D", que dará início a campanha contra a doença - entre 3 a 24 de fevereiro - foi descartado para as cidades da região.
 
No final do último ano, a pasta estadual recebeu do Ministério da Saúde 2,8 milhões novas doses da vacina contra a febre amarela. Assim, o Estado reforçou a imunização nas áreas indicadas capital paulista, além de expandir a vacinação para todas as cidades das regiões do Alto Tietê e Osasco, entre os meses de novembro e dezembro.
 
Na época, Mogi das Cruzes foi o município que mais recebeu doses, sendo 213.699. Itaquaquecetuba ficou em segundo, com 194.810 doses. Suzano esteve em terceiro com 133.341 doses. Ferraz de Vasconcelos veio em seguida, com 113.225 doses. Poá, Arujá e Santa Isabel, receberam 79.985, 77.807 e 51.600, respectivamente.
 
Por conta dessa intensificação de doses na região, as cidades ficarão de fora da campanha de imunização contra a doença no território paulista. A finalidade da ação é proteger a população preventivamente. A campanha começa em um sábado, o "Dia D", quando os postos de saúde dos municípios envolvidos estarão abertos em regime especial para atender a população.
 
No "Dia D", serão alcançadas as regiões da Grande São Paulo, Vale do Paraíba e Baixada Santista, totalizando 53 cidades. Em 40 cidades, a vacina será ofertada para a população total, devido à alta concentração de mata. Os outros 13 municípios terão vacinação parcial para moradores de bairros com maior vulnerabilidade.
 
A campanha será realizada com dose fracionada da vacina, conforme diretriz do Ministério da Saúde. O frasco convencionalmente utilizado na rede pública poderá ser subdividido em até cinco partes, sendo aplicado 0,1 ml da vacina.
 
De acordo com o governo do Estado, estudos evidenciam que a vacina fracionada tem eficácia comprovada de pelo menos oito anos. Estudos em andamento continuarão a avaliar a proteção posterior a esse período. As carteiras de vacinação terão um selo especial para informar que a dose aplicada foi a fracionada.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias