Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 05 de dezembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 04/12/2019
COLÉGIO PLENITUDE
Evatânia Psicopedagoga
SOLIDARIO2019
Cidades

Greve dos Correios é suspensa; na região são 700 trabalhadores

Período servirá para novas negociações. Cerca de 700 funcionários do Alto Tietê seguirão rotina normalmente

Por Daniel Marques - de Suzano31 JUL 2019 - 23h58
Greve dos Correios é suspensa; na região são 700 trabalhadoresFoto: Arquivo/DS
A greve dos Correios, marcada para esta quarta-feira (31) em todo o Brasil (incluindo as cidades no Alto Tietê), foi suspensa. Na região são cerca de 700 trabalhadores. 
 
O prazo para negociação entre funcionários e Correios foi prorrogado para o dia 31 de agosto. 
 
A decisão foi tomada em audiência realizada na tarde desta quarta-feira no Tribunal Superior do Trabalho (TST). O vice-presidente do TST, ministro Renato de Lacerda Paiva, suspendeu qualquer ato grevista até a nova data. 
 
O acordo
 
A proposta oferecida pela direção dos Correios foi de reajuste de 0,8% nos salários e benefícios econômicos dos funcionários. 
 
Além disso, a permanência dos pais dos funcionários no plano de saúde foi colocada em risco. A alteração de direitos (entre eles o aumento da coparticipação de 30% para 40% e a exclusão/alteração de 45 cláusulas do atual acordo vigente) irritou os funcionários e sindicatos, que classificaram as propostas como "retrógradas".
 
Alto Tietê
 
Os cerca de 700 funcionários dos Correios estão distribuídos em todo o Alto Tietê, sendo quase 100 deles de Suzano (segundo o diretor de base do Sindicato dos Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios Telégrafos e Similares - Sintect, de São Paulo, Milton de Jesus Miguel).
 
Mesmo assim, os sindicalistas, por meio de nota, convocaram os funcionários para comparecerem às assembleias, realizadas na noite de ontem em vários pontos do Brasil, para se mobilizarem contra as mudanças propostas. 
 
O vice-presidente da Federação Interestadual dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios (Findect) e presidente do Sintect, Elias Brito, também convocou os trabalhadores por meio de vídeo publicado em uma rede social no final da tarde de ontem. "Peço a todos os trabalhadores e trabalhadoras de São Paulo que compareçam às assembleias de hoje. Temos que mostrar à direção da empresa que estamos mobilizados, e temos sim que conquistar as nossas reivindicações", afirmou na reprodução.
 
O diretor de imprensa e comunicação do Findect e do Sintect, Douglas Melo, diz não acreditar que o TST manterá a proposta atual da direção dos Correios. "Nesse período (até 30 de agosto), o TST intermediará a questão do plano de saúde dos pais e das cláusulas econômicas, além da manutenção das sociais. Na minha opinião, o TST não vai deixar a empresa retirar os direitos", disse.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias