Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Segunda 11 de Dezembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 10/12/2017
mrv
Proteção animal

Guarda Municipal de Suzano captura bicho-preguiça no distrito de Palmeiras

Animal silvestre foi resgatado na rodovia Índio Tibiriçá, no bairro Nova América, na região sul da cidade

Por De Suzano23 SET 2017 - 16h57
Bicho-preguiça foi colocado em compartilhamentoFoto: Divulgação

Agentes da Guarda Civil Municipal (GCM) resgataram um bicho-preguiça no quilômetro 65 da rodovia Índio Tibiriçá, no bairro Jardim Nova América, no distrito de Palmeiras. De acordo com o GCM Edmundo Gomes, que integra a equipe do Grupo de Proteção Ambiental (GPA), vinculada à Secretaria de Segurança Cidadã do governo do prefeito Rodrigo Ashiuchi, o animal tentava atravessar a pista quando foi capturado. Após passar por avaliação, o mamífero foi solto numa área de mata Atlântica. 

Foi um morador da região sul da cidade quem acionou uma das equipes da GCM de Suzano para atender à ocorrência, ao identificar o bicho-preguiça no meio da rodovia, no sentido Ribeirão Pires. “Este morador conseguiu segurar o animal e nos acionar”, explicou Gomes. 

Rapidamente, a equipe da GCM se deslocou ao endereço indicado e conseguiu capturar e acalmar o mamífero. O bicho-preguiça foi colocado no compartilhamento da viatura e levado até a sede da GCM (rua Alfredo Batista Pizolao, 599 – Jardim Paulista):

“Lá na sede, realizamos uma avaliação minuciosa e notamos que o animal não apresentava nenhum ferimento. Era um macho jovem e tinha boas condições. Neste caso, resolvemos realizar a soltura do bicho-preguiça no mesmo dia”, detalhou o agente da corporação.  

A equipe do GPA foi até uma área de mata atlântica na região de Palmeiras para providenciar o retorno do mamífero ao seu habitat natural:

“Procuramos um local bem distante da rodovia, afim de que ele não retornasse para a área urbana”, observou o GCM.

De acordo com o secretário de Segurança Cidadã de Suzano, Fátimo Rodrigues, a aparição do mamífero em área urbana pode estar ligada a uma série de fatores: 

"Além do crescimento da cidade, observamos que as ocorrências de queimadas, comum nesta época do ano, tem feito com que estes animais deixem o seu habitat para fugir do fogo. Há, ainda, a possibilidade de eles não estarem encontrando alimento nas matas, vindo a migrar para as regiões urbanas", detalhou o gestor. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias