Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Logo de aniversário de 60 anos
sexta 14 de maio de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 14/05/2021
Brainer Ocupacional
CHECK UP - PÓS COVID
Cazarini
Quality Admistração de Condomínios
MAGIC CITY - CAMPANHA SOLIDÁRIA
Cidades

Hospital Regional de Suzano está com 20% das obras concluídas

Construção de pilares, vigas e lajes tem previsão para terminar neste semestre

Por Thiago Caetano - de Suzano17 ABR 2021 - 21h20
Hospital Regional de Suzano está com 20% das obras concluídasFoto: Regiane Bento/DS
As obras do Hospital Regional de Suzano estão com 20% das obras concluídas. A informação é da Unidade Planejamento e Assuntos Estratégicos (Upae), da Prefeitura de Suzano. 
 
A Unidade Planejamento e Assuntos Estratégicos (Upae) da Prefeitura de Suzano informa que, até o momento, 20% da construção do Hospital Regional já foi concluída.
 
Segundo o órgão, neste momento, ocorrem os serviços de superestrutura, como construção de pilares, vigas e lajes. A previsão é que esta fase seja concluída ainda neste semestre. No final do 2021, a prefeitura estima que obra esteja na fase de acabamento da edificação dos três blocos de estrutura. 
 
Ainda de acordo com o órgão, o hospital deve ficar pronto entre 2023 e 2024. O início das obras foi em dezembro de 2017. O terreno fica entre a Rua Sete de Setembro e Avenida Senador Roberto Simonsen, no Jardim Imperador. 
 
Para a diretora regional do Sindicato dos Trabalhadores Públicos da Saúde de Mogi e Região (Sindsáude), Kátia Aparecida dos Santos, o hospital ajudará a desafogar municípios vizinhos. “É de extrema importância, pois desafogaria os municípios vizinhos, que atendiam as demandas de Suzano também”, disse Kátia. 
 
A diretora, no entanto, entende que a conclusão deveria ocorrer antes, por conta da alta demanda causada pela pandemia da Covid-19 (coronavírus). Mas ela diz entender a demora. “Se pudesse, o ideal seria para amanhã. É algo que deveria estar concluído, pela alta demanda por conta da pandemia do coronavírus. Mas sabemos dos problemas e respeitamos o prazo”, concluiu.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias