Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sexta 18 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 18/09/2020
PMMC COVID SAÚDE
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC COVID LAR

IBGE: Alto Tietê ganha mais de 16 mil novos moradores em um ano

31 AGO 2016 - 08h01

O Alto Tietê ganhou 16.962 novos habitantes em um ano. Em julho do ano passado, as dez cidades da região somavam juntas mais de 1,576 milhão de moradores. O número subiu para 1,593 milhão neste ano. Segundo os dados atualizados da estimativa populacional, divulgados ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no Diário Oficial da União (DOU), a taxa de crescimento populacional gira em torno dos 1,08%.

De acordo com o levantamento, são apontadas as estimativas das populações residentes nos 5.570 municípios brasileiros com referência em 1º de julho deste ano. Para se ter uma ideia, das dez cidades do Alto Tietê, Mogi das Cruzes foi a que recebeu o maior número de novos moradores, mais de 4,6 mil. Em seguida está Itaquaquecetuba, com 3,9 mil novos residentes. Suzano ocupa a terceira posição, com cerca de 2,7 mil novos habitantes.

Entre os municípios que registraram os menores índices estão Salesópolis com 109, Biritiba Mirim, com 321 e Guararema, com novos 320 moradores. Santa Isabel ganhou, em um ano, 550 novos habitantes (veja todos os detalhes na tabela).

SUZANO

Ainda segundo os dados do IBGE, a população suzanense cresceu quase 10% em seis anos. Isso em relação ao Censo Demográfico, de 2010, quando Suzano possuía 262.480 moradores. Os dados habitacionais são importantes porque também ajudam a definir os recursos e a quantidade de verbas federais que cada cidade vai receber em projetos e parcerias.

PAÍS

O IBGE estima que o Brasil tenha agora 206.081.431 habitantes e uma taxa de crescimento de 0,80% entre 2015 e 2016, um pouco menor do que a calculada entre 2014 e 2015 (0,83%). O município de São Paulo continua sendo o mais populoso do País, com cerca de 12 milhões de habitantes, seguido pelo Rio de Janeiro 6,5 milhões, Brasília e Salvador, ambos com cerca de 2,9 milhões.

Em relação aos Estados, São Paulo também segue na frente com 44,7 milhões de moradores. Na sequência estão Minas Gerais com 20,9 milhões e Rio de Janeiro com 16,6 milhões. A divulgação das estimativas é anual e obedece ao artigo 102 da lei nº 8.443/1992 e à Lei complementar nº 143/2013.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias