Envie seu vídeo(11) 4745-6900
terça 16 de agosto de 2022

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 16/08/2022
SESC AGOSTO 2022

Identificação híbrida será mantida; 404 mil seguem sem biometria

Cadastramento biométrico está suspenso em todas as cidades do Estado desde 2020 por conta da pandemia

Por Fernando Barreto - Da Reportagem Local03 JUL 2022 - 14h00
Dez cidades do Alto Tietê vão seguir com a identificação híbridaFoto: Regiane Bento/DS
As dez cidades do Alto Tietê vão seguir com a identificação híbrida nas eleições gerais deste ano. Isso significa que os 404.427 eleitores sem cadastro biométrico poderão utilizar documento com foto no momento de votar. Os dados são do sistema de Estatística do Eleitorado disponível no portal do Superior Tribunal Eleitoral (TSE).
 
A biometria tornou-se obrigatória e campanhas para a realização do cadastro foram feitas. Porém, com a pandemia de Covid-19, o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) suspendeu o cadastramento.
 
Atualmente o Alto Tietê conta com 752.44 eleitores com a biometria cadastrada e, como citado, 404.427 sem. Na quarta-feira passada foi o prazo final para que os tribunais informassem as cidades com sistema híbrido.
 
Dados
 
Mogi das Cruzes é o município em primeiro na lista com mais eleitores sem biometria. A cidade conta com 131.678 que vão ter de utilizar documento com foto para identificação na hora do voto. Outros 201.685, porém, realizaram o cadastro.
 
Na sequência aparecem Itaquá e Suzano, que contam com 116.177 e 109.232 eleitores sem biometria cadastrada, respectivamente. Em Itaquá são 135.474 com cadastro feito e outros 119.470 em Suzano.
 
Em seguida estão Guararema, Biritiba Mirim e Ferraz, com 11.601, 10.494 e 10.194 eleitores sem biometria, respectivamente. Guararema possui, segundo o TSE, 14.088 com o digital cadastrada. Enquanto Biritiba tem 13.548 e Ferraz 97.694.
 
Arujá, Santa Isabel e Salesópolis são os últimos da lista. As cidades possuem, respectivamente, 5.449, 2.505 e 894 eleitores sem digital cadastrada. Por outro lado, os municípios contam com 53.003, 35.388 e 12.458 eleitores com a identificação digital feita.
 
Sistema híbrido
 
A identificação híbrida consiste em identificar o eleitor que vai votar por meio das impressões digitais ou de um documento oficial com foto, como a carteira nacional de habilitação (CNH), o passaporte e a carteira de trabalho.
 
O primeiro turno será realizado no dia 2 de outubro, para escolha do presidente da República, de governadores, senadores, deputados federais, estaduais e distritais. Caso seja necessário o segundo turno para definição da disputa presidencial de governos estaduais, será em 30 de outubro.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias