Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 22 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/10/2020
SOUZA ARAUJO
PMMC OUT ROSA
ÚNICCO POÁ
Reisinger Ferreira
Pmmc Sarampo Outubro

Indústria e Comércio esperam melhorias com governo Temer

13 MAI 2016 - 08h01

O Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) do Alto Tietê divulgou que espera crescimento do País e melhoras com a decisão pelo afastamento da presidente Dilma Roussef (PT) do cargo, que foi aprovada ontem pelo Senado. De acordo com o órgão, no governo do Michel Temer (PMDB) será necessário apoio da população para que se restabeleça a confiança dos investidores no País. A Associação Comercial e Empresarial (ACE) de Suzano também falou sobre o volta da esperança dos empreendedores.

De acordo com o diretor do Ciesp no Alto Tietê, José Francisco Caseiro, são necessárias medidas drásticas para o restabelecimento do País. "O afastamento da presidente Dilma Rousseff é o que esperávamos e que acreditamos ser o melhor para o Brasil no atual momento. Muito terá de ser feito para obter o apoio da população e reconquistar a confiança dos investidores nos próximos meses. São necessárias medidas drásticas para o restabelecimento de uma política econômica e um planejamento sério das contas públicas para que o Brasil volte para uma curva de crescimento sem que isso implique na criação de mais e mais impostos", opinou.

Caseiro ponderou sobre governo Temer. "Isso não significa dizer, no entanto, que a entrada de Michel Temer na Presidência da República vai resolver todos os problemas da noite para o dia", afirmou o diretor, que não descarta que muito trabalho será necessário.

O presidente da ACE, Neder Romanos, falou sobre a esperança que a população sente nesse momento. "Não temos expectativa do que vai ser daqui pra frente, mas com certeza será melhor do que o cenário que estamos agora. Porque com a mudança do governo, muda a imagem no País e gera expectativa de melhora. Essa expectativa faz com que afete o comércio, e agora podemos criar um novo ambiente para que a pessoa consiga comprar, vender e fazer a economia rodar", explicou.

SINDICATOS

A diretora estadual do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp), Ana Lúcia Ferreira, divulgou que a entidade é contra o afastamento de Dilma. De acordo com ela, o processo aprovado foi inconstitucional. "A questão não é afastar a presidente, mas sim de como se deu o processo. Um golpe inconstitucional. Quase todas as pessoas que votaram pelo afastamento dela são bandidas. Os que vão sair perdendo com isso são os trabalhados, os negros, as mulheres, o LGBTs, a periferia”.

Já o Sindicato dos Servidores Públicos de Suzano se posicionou a favor do afastamento. "É um caso difícil, mas acredito que o afastamento foi justo. A gente espera que depois de toda essa luta pra tirar a presidente do cargo, que os políticos se unam e faça o melhor em prol do cidadão. O povo tem sido prejudicado e se eles pensarem politicamente e não na população, vai ficar como estava, não haverá nenhum tipo de evolução", opinou Carlos Amaro, o grilo, secretário geral do sindicato.



Foto: Marcello Casal Jr-Agência Brasil

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias