Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Logo de aniversário de 60 anos
quarta 16 de junho de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 16/06/2021
EDP SEGURANÇA
MAGIC CITY - CAMPANHA SOLIDÁRIA

Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária oferece apoio técnico em Suzano

Por Matheus Cruz - de Suzano10 JUN 2021 - 15h21
Unidade oferece apoio técnico em SuzanoFoto: Regiane Bento/DS
O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) oferece apoio técnico em Suzano. Um dos grandes organizadores de eventos que marcaram época no município, Ariovaldo Pereira é chefe do instituto - órgão federal que tem a responsabilidade de manter o cadastro nacional de imóveis rurais e administrar as terras públicas da União. 
 
No Alto Tietê, a única unidade do Incra é a localizada em Suzano. Apenas no município, Ariovaldo Pereira estima que tenha pelo menos mil terras rurais cadastradas no órgão. Na região do Alto Tietê, a estimativa é de pelo menos dez mil. A unidade, que antes da pandemia chegava a 300 atendimentos mensais, oferece toda a orientação necessária ao público interessado nas questões referentes ao cadastro de imóveis rurais. 
 
Por ser a única unidade do órgão na região, a demanda de atendimentos é alta. Para absorver a quantidade, Ariovaldo conta com a ajuda de dois profissionais na realização dos cadastros. De acordo com ele, o processo é demorado. O tempo médio do procedimento pode demorar de quatro à seis horas.
 
"Ligam pessoas de todas as regiões, até mesmo da capital e do litoral. Por conta da pandemia as unidades estão atendendo de forma limitada, então as pessoas correm para buscar atendimento em Suzano, já que somos a única unidade da Grande São Paulo". A expectativa do chefe da entidade é que uma nova unidade seja criada em Mogi das Cruzes, desta forma, as demandas podem ser divididas entre as duas cidades.
 
Atuante desde 1968, Ariovaldo acredita ser um dos funcionários mais antigos do Incra no estado de São Paulo. "Estou desde 1968 ligado ao Incra, que antes era o Instituto Brasileiro de Reforma Agrária (Ibra). Depois saí para ser secretário em Suzano mas segui ligado na entidade até hoje" disse.
 
As atividades relacionadas ao Incra também apresentam dificuldades nas fiscalizações. Por se tratar de assuntos que lidam diretamente com a reforma agrária, Ariovaldo chegou a receber ameaças por realizar fiscalizações.
 
Por conta da pandemia, parte das atividades da entidade seguem ocorrendo de forma retoma, bem como os serviços de Ariovaldo, que possui mais de 60 anos e mantém os trabalhos em sua residência.
 
Atendimento
 
Interessados nos serviços oferecidos pelo Incra podem entrar em contato através do telefone (11) 4746-4781, ou através do e-mail: incra@suzano.bp.gov.br.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias