Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 19 de janeiro de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/01/2021
GOLDSTAR
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
CENTRO MÉDICO CLUBE DS  - OFTALMOLOGIA

Ipem reprova quatro sensores de radares neste ano na região

Problemas foram detectados na Dutra, em Arujá, e na Estrada do Pinheirinho

Por Daniel Marques - de Suzano30 NOV 2020 - 22h15
Ipem realizou inspeção em radares nas cidades da regiãoFoto: Regiane Bento/DS
Ao menos quatro sensores de radares foram reprovados em verificações do Instituto de Pesos e Medidas do Estado (Ipem) neste ano no Alto Tietê.
 
Duas faixas não passaram nos testes em Arujá e outras duas reprovaram em Itaquaquecetuba. Na primeira, a verificação barrou os equipamentos no solo da Rodovia Presidente Dutra (BR-116), altura do quilômetro 202. Na segunda, os problemas ocorreram na Estrada do Pinheirinho Novo, altura do número 4.769. 
 
As faixas são as “pistas” de cada via. São divididas por pintura tracejada, e cada divisão contém um sensor. Quando um carro está em um lado da pista, ele passa por cima de um sensor, que detecta a sua velocidade.
 
Em Arujá, os sensores apontaram erro na velocidade. Em Itaquá, o problema detectado apresentou velocidades fora da tolerância. Na segunda, o problema foi descoberto na implantação do novo equipamento.
 
Se o sensor estiver em funcionamento, pode autuar um motorista indevidamente. O condutor pode fazer uma pesquisa sobre o radar no portal do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) usando os dados do equipamento. A multa não pode ser cobrada caso o radar esteja irregular.
 
Quando um radar apresenta problemas, ele para de ser usado. O Ipem é comunicado de que o equipamento passará por manutenção. 
 
A empresa solicita verificação e o radar só é liberado para uso quando passa a obedecer a legislação vigente.
 
Levantamento
 
No total, foram 209 faixas analisadas pelo Ipem em 2020 no Alto Tietê. Mogi das Cruzes teve o maior número de verificações, com 79 faixas – todas aprovadas. 
 
Em segundo vem Itaquaquecetuba, com 45 sensores – dois reprovados. 
 
Suzano, com 33, vem em seguida – também com 100% de aprovação.
 
Foram 21 verificações em Arujá no total, com 19 aprovações. Depois, vem Guararema, com 13 análises e todas aprovadas. 
 
A lista segue com Ferraz de Vasconcelos e Biritiba Mirim – ambas tiveram seis faixas analisadas e liberadas. 
Santa Isabel teve todas as quatro faixas analisadas, aprovadas.
 
Poá teve dois sensores verificados e liberados. 
 
Salesópolis foi a única cidade que ainda não passou pela verificação.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias