Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quarta 23 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/09/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC COVID SAÚDE

Linhas de trem de carga da região terão detectores de descarrilamento

01 DEZ 2015 - 07h01

As linhas de trem de carga de Suzano, Poá e Itaquaquecetuba ganharão detectores de descarrilamento. A MRS Logística instalará, em até 120 dias, 17 aparelhos. Cada equipamento custou cerca de R$ 12 mil. A medida é realizada agora por se tratar do período de comissionamento do empreendimento, ou seja, antes do início da operação comercial. As informações foram divulgadas ontem, pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), no Diário Oficial da União (DOU).

De acordo com a reguladora, foi autorizado pelo superintendente de infraestrutura e serviços de transporte ferroviário de cargas, Fernando Augusto Formiga, a instalação de detectores de descarrilamento via rádio no trecho da Segregação Leste.

Para a instalação serão necessárias pequenas obras. Entre os serviços estão, por exemplo, a abertura de valas no solo e no lastro ferroviário para lançamento dos cabos, envelopamento de concreto e furação dos trilhos para instalação das barras detectoras.

A ANTT explica ainda que foi autorizado um investimento de até R$ 239.126,63 na iniciativa. Além disso, as obras devem ser realizadas por uma empresa contratada pela MRS e os serviços podem ser executados a partir de hoje. De acordo com o cronograma apresentado pela concessionária, todo o processo de instalação tem duração prevista de 120 dias.

"Este equipamento é composto por barras que são instaladas transversalmente aos trilhos, por meio de furos executados nas almas dos trilhos. Ao ocorrer o rompimento destas barras, um alerta de voz é encaminhado ao maquinista, ao controlador do CCO e à equipe de manutenção eletroeletrônica, o que permite uma ação imediata para interromper a circulação do trem", explicou a ANTT, em nota.

Os equipamentos também ajudam a minimizar o risco/consequência de acidentes oriundos de descarrilamentos. A reguladora destaca ainda que esta medida é comum, ou seja, implantada em todas as linhas de carga e é efetuada agora por se tratar do período de comissionamento do empreendimento, ou seja, antes do início da operação comercial.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias