Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 24 de novembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/11/2020
PMMC NOVEMBRO AZUL
ERICA ROMÃO
Reisinger Ferreira
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC MULTI 2020 NOV

Lojistas da região central de Suzano estimam aumento nas vendas

Com mudança para a fase verde do Plano São Paulo, comércio pode abrir por mais tempo

Por Matheus Cruz - de Suzano31 OUT 2020 - 14h44
Com a chegada das festas de fim de ano, comerciantes de Suzano já se preparam para o grande número de vendasFoto: Isabela Oliveira/DS
Com a chegada das festas de fim de ano, comerciantes de Suzano já se preparam para o grande número de vendas e o aumento de movimento de clientes nos estabelecimentos comerciais. No início de outubro, Suzano entrou na fase verde do Plano São Paulo, e a maior flexibilização para os comércios funcionarem por mais tempo ajudou os lojistas. 
 
Segundo Ana Cláudia, 26, na loja de roupas em que trabalha, o número de vendas melhora a cada dia. “Até o momento estamos indo super bem, com a flexibilização, os clientes voltaram a vir com mais tranquilidade e o movimento até surpreendeu. Então a expectativa é que as vendas de final de ano sejam ainda melhores do que a do ano passado”. Entretanto, segundo a líder da loja, o que ainda está limitando as vendas é a restrição do acesso de clientes aos provadores. “Muitas pessoas deixam de comprar porque não podem usar o provador, espero que até o fim ocorra essa flexibilização”, relata.
 
Na loja de brinquedos em que Cristina da Silva é gerente, a expectativa também é alta. “Nosso maior problema durante a pandemia foi o atraso nas entregas dos pedidos, chegamos a ficar sem estoque. Mas para o final do ano, os produtos estão sendo recolocados em bom número para comportar a demanda, que todos os anos é bem alta. Acredito que as vendas aumentem em 10% em relação ao ano passado”, estima a gerente. 
 
Além do horário estendido e a maior capacidade de atendimento, o gerente de loja de artigos para casa, Alex Sandro, aponta outro fator para o aumento nas vendas. “Para o fim do ano o auxílio emergencial vai ajudar bastante no aumento das vendas, as pessoas que estavam desempregadas e não possuíam renda, passaram a ter, então para o comércio a expectativa é muito boa. Aqui temos mais de 4 mil produtos diferentes, então não faltam opções para os clientes”, completou.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias