Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sábado 05 de dezembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 04/12/2020

Ministério do Trabalho investigará incêndio. Polícia instaura inquérito

02 JUN 2016 - 08h01

O Ministério do Trabalho fará uma investigação sobre o incêndio e explosão, ocorrido na terça-feira, na Suzano Papel e Celulose, que acabou ferindo dois funcionários. O procedimento de Análise de Acidente de Trabalho teve início com a solicitação do órgão municipal para que a empresa encaminhe todos os documentos colhidos sobre o caso. Além do Ministério do Trabalho, a Polícia Civil também investigará o incêndio. A Secretaria de Estado de Segurança Pública informou ontem, por meio de nota, que um inquérito policial foi instaurado na Delegacia de Suzano para investigar as causas do acidente. “O Corpo de Bombeiros passou a tarde desta quarta-feira no rescaldo do incêndio, por isso a perícia está programada para amanhã (hoje)”.

MINISTÉRIO

Na próxima sexta-feira, o Ministério encaminhará as informações para a gerência em Guarulhos, que deve encaminhar um auditor fiscal para o município, para que seja feita as devidas investigações.

As informações foram divulgadas pelo auditor fiscal do Ministério do Trabalho de Suzano, José Luiz Lázaro. De acordo com ele, a investigação tem como objetivo auxiliar a coleta de dados do Ministério da Previdência Social. "A investigação sobre o acidente serve parar fazer um relatório com o resultado e encaminhar para a Previdência. Isso ajuda no caso dos funcionários precisarem de auxílio, afastamento. Se houve negligência, a previdência ‘lava as mãos’. A empresa tem que assumir com todos os custos, despesas médicas e outros custos", explicou Lázaro.

Todas as ações que acontecerem Suzano Papel, sobre o acidente, como investigação interna ou reunião extraordinária da CIPA, a empresa precisa encaminhar uma cópia ao órgão. Apesar de confirmar que a coleta de informações será encaminhada para o Ministério do Trabalho em Guarulhos, Lázaro não soube informar quando o auditor deve ser encaminhado. "Não há como ter certeza", comentou.

VÍTIMAS

Dois funcionários de uma empresa terceirizada pela empresa ficaram feridos devido à explosão e o incêndio no local. Um deles não teve a identidade divulgada. Sabe-se apenas que é um homem que trabalhava como operador de empilhadeira e que teve contusões e escoriações. O outro, M. J. F., também operador de empilhadeira, está internado no Hospital Luzia de Pinho Melo, em Mogi das Cruzes, com queimaduras de 2º grau no tórax e no braço e queimaduras de 1º grau na cabeça. Ele recebeu alta na tarde de ontem.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias