Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 29 de novembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 28/11/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
GOLDSTAR
GOLDSTAR
PMMC MULTI 2020 NOV
ERICA ROMÃO

Moradores queimam pneus e pedem por melhorias no bairro Jardim Suzanópolis

28 NOV 2015 - 07h01

Os moradores do Jardim Suzanópolis e adjacências pedem por melhorias na infraestrutura do bairro. Os munícipes estão preocupados, principalmente, com a falta de iluminação no trecho embaixo do Rodoanel Mário Covas (SP-21) que tem contribuído para o aumento de crimes, como roubo e estupro. Na tarde de ontem, os moradores queimaram pneus, no local, como um ato de protesto.

Os veículos que passavam pelo Rodoanel sumiam no meio da fumaça preta que vinha da queima dos pneus. Após alguns minutos, os bombeiros chegaram ao local para apagar o fogo. O objetivo dos moradores era chamar a atenção para os problemas do bairro. Eles pedem pavimentação das ruas, iluminação e manutenção no trecho abaixo do Rodoanel.

"Antes tinha iluminação nesse trecho do Rodoanel. Agora nem ali tem mais. Sem contar que o bairro está abandonado e ninguém faz alguma coisa. Fizeram um serviço mal feito e agora quem paga é a população", disse o varredor Manoel Francisco da Silva, que mora no local há mais de 20 anos.

Outra reivindicação da população é quanto a falta de segurança e de manutenção embaixo do anel viário. "Está muito perigoso. Os bandidos ficam escondidos no mato ou atrás da pilastra e em qualquer hora do dia está perigoso passar por ali. Estão roubando dia e noite. Até estupro já teve. E a noite fica um breu. Mas não é só no Rodoanel que falta iluminação, todas as travessas do bairro também não tem luz", relatou Eliane Jardim, moradora do bairro há 40 anos.

Os moradores afirmam que já fizeram muitas manifestações, inclusive já protestaram em frente à Câmara Municipal, porém as autoridades não se importam com o bairro. "É por isso que tem muitos que estão vendendo suas casas e indo embora daqui", concluiu a dona de casa Nilda Lourenço, de 60 anos.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias