Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Sábado 21 de Outubro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 20/10/2017
mrv
Novos equipamentos

Novas lixeiras são instaladas nas ruas da área central de Suzano

Na Rua General Francisco Glicério foi percorrido o trajeto entre as praças João Pessoa e a do Expedicionários

Por Aline Moreira - de Suzano01 OUT 2017 - 17h01
Ao todo, 45 unidades serão implantadas no quadrilátero central da cidadeFoto: Sabrina Silva/Divulgação
O problema enfrentado pelos suzanenses de falta de lixeira nas ruas do Centro começou a ser solucionado. Recentemente, a Rua General Francisco Glicério começou a receber novos objetos. Porém, a Rua Benjamin Constant ainda não recebeu as novas lixeiras. Ao todo, 45 unidades serão implantadas. O DS percorreu as duas vias. 
 
Na Rua General Francisco Glicério foi percorrido o trajeto entre as praças João Pessoa e a do Expedicionários. Na extensão foi constatado que a via possui uma média de 20 lixeiras azuis metalizadas - que foram implantadas recentemente. Apesar dos novos objetos, em alguns locais, como a intersecção da Glicério e a Rua Felício de Camargo havia falta do equipamento.
 
Apenas um saco de lixo foi encontrado em um poste. Situação semelhante a encontrada próximo a um ponto de ônibus na Benjamin. Na Praça João Pessoa, foi encontrada uma lixeira deteriorada, mas em atividade.
 
O estudante Miguel Garcia, de 18 anos, diz que o número de lixeiras está desproporcional de uma rua para outra. "Ambas as ruas têm bastante movimento, as pessoas da Rua Benjamin também precisam de um local pra jogar lixo", conta.
 
A faxineira Sabrina Eloisa, de 31 anos, relata que as lixeiras recém-colocadas são boas. "Na verdade as lixeiras colocadas são boas, o problema é o vandalismo".
 
As lixeiras colocadas na Rua General Francisco Glicério estão em boas condições de uso e todas estão com sacolas na parte de dentro. Na Praça dos Expedicionários, o número de lixeiras é maior. O taxista Reinaldo da Silva, de 55 anos, diz que o número de lixeira no Centro poderia ser maior e que a população também deveria ter conscientização sobre o lixo descartado na rua. "A manutenção é diária. O pessoal da empresa Pioneira recolhe e troca o saco de lixo todos os dias". 
 
O também taxista João dos Santos, de 63 anos, relata que as lixeiras da Praça dos Expedicionários foram colocadas recentemente. Ele acredita que o material das lixeiras recém-colocadas deve durar mais do que as anteriores, que eram de plástico. "O pessoal jogava bituca de cigarro dentro e acabava pegando fogo, já vi várias derretendo por causa disso", conta. Ele também compartilha a opinião de que falta conscientização das pessoas. 
 
De acordo com a Prefeitura de Suzano, a instalação das lixeiras está em processo de instalação, em parceria com a Associação Comercial e Empresarial (ACE) de Suzano. "Quarenta e cinco lixeiras já foram produzidas e trinta e três foram instaladas na área central, como o Largo da Feira e Rua General Francisco Glicério. As doze restantes devem ser instaladas no Centro até a semana que vem".

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias