Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 23 de setembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/09/2019
Centerplex 19 a 25/09
PMMC ENTREGAS
Balanço

Números de queimadas caem na região com 282 focos até julho

Dados contabilizam incêndios apenas em oito cidades do Alto Tietê. Arujá e Santa Isabel não aparecem

Por Fernando Barreto - de Suzano30 AGO 2019 - 00h04
Números de queimadas caem na região com 282 focos até julhoFoto: Arquivo/DS
O número de queimadas caiu de 703 focos de incêndio em 2018, para 282 focos em 2019, no período de janeiro a julho. Isso representa uma redução de 421 ocorrências, ou redução de 59,8% no número de queimadas na região. Os dados são da Polícia Militar de São Paulo.
 
Os dados contabilizam incêndios apenas em oito cidades do Alto Tietê. Arujá e Santa Isabel não aparecem no levantamento, pois são de responsabilidade do CPAM-7, que fica em Guarulhos. 
 
Segundo os dados da Polícia Militar, em 2019, a cidade que mais apresentou focos de incêndio foi Mogi das Cruzes. Nos primeiros sete meses desse ano, a cidade contabilizou 104 ocorrências. Porém, se comparado ao mesmo período de 2018, Mogi teve uma redução de 239 casos, ou uma redução de 69,6% no número de queimadas.
 
Ainda sobre Mogi das Cruzes, os dados mostram que em 2019, em julho a cidade contabilizou 49 ocorrências. Mas se comparado a julho de 2018, Mogi registrou 131 focos. Isso significa uma redução de 82 ocorrências.
 
Em segundo lugar no ranking, aparece Itaquaquecetuba, com 65 ocorrências de incêndio. Quando comparado ao mesmo período de 2018, Itaquá registrou 90 ocorrências. Isso resulta em uma redução de 25 casos, ou redução de 27,7%.
 
Quando comparado julho de 2019 e 2018, Itaquá registra uma leve redução de quatro ocorrências. Em julho desse ano a cidade contabilizou 27 casos e no ano passado registrou 23 casos.
 
Suzano
 
Suzano aparece em terceiro lugar no ranking. A cidade registrou uma queda de 59 casos em comparação a 2018, ou uma queda de 62,1%. Nesse ano, nos primeiros sete meses, Suzano contabilizou 36 ocorrências. Em 2018, a cidade registrou 98 casos. 

Referente ao mês de julho de 2019 e julho de 2018, Suzano reduziu em 11 casos, o número de incêndios. Nesse ano a cidade registrou em julho, 18 ocorrências, e em julho do ano passado contabilizou 29.
 
Outras cidades
 
Guararema aparece em quarto lugar. A cidade das luzes de natal registrou nesse ano 30 ocorrências de queimadas, e em 2018, a cidade teve 71 casos. Isso resulta em uma redução de 41 ocorrências.
 
Ferraz de Vasconcelos registrou queda de 24 casos de 2018 para 2019. No ano passado a cidade teve 45 ocorrências, e nesse ano contabilizou 21 casos.
 
Poá apresentou números próximos ao de Ferraz. Nesse ano, a cidade teve 20 ocorrências de queimadas. No ano passado registrou 40 ocorrências. Uma queda de 50% no número de queimadas na cidade. 
 
Salesópolis e Biritiba-Mirim foram as cidades que tiveram o menor registro de queimadas em 2019. Salesópolis teve uma queda de três ocorrências. Foram quatro ocorrências nesse ano e sete casos no ano passado. 
 
Biritiba apresentou nesse ano apenas dois casos, uma queda de 10 ocorrências em relação a 2018. Ano passado a cidade teve 12 casos de incêndio.
 
Orientações
 
A Polícia Militar orienta para que quem presenciar um incêndio florestal, deve ligar para o telefone 193 (Bombeiro) ou o 190 (Polícia Militar). Em seguida a orientação é para manter a calma e passar todas as informações possíveis ao atendente. Direção do vento, se há edifícios próximos, se há vidas em perigo, afastar as pessoas.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias