Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 09 de julho de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 08/07/2020

OAB é favorável ao adiamento das eleições

PEC prevê que o primeiro turno das eleições ocorra dia 15 e o segundo dia 29 de novembro

Por Marcus Pontes - de Suzao27 JUN 2020 - 20h15
Presidente da OAB: Mudança proporcionaria, além das medidas de prevenção à proliferação do vírusFoto: Arquivo/DS
Diante do cenário causado pela pandemia da Covid-19, a Ordem dos Advogados de Suzano (OAB) vê como uma medida benéfica o adiamento das eleições municipais para novembro. O tema será debatido na próxima segunda-feira, 22, pelo Senado, em plenário virtual. 
 
A PEC (Proposta de Emenda à Constituição) prevê que o primeiro turno das eleições ocorra dia 15 e o segundo dia 29 de novembro. Até então, o calendário de votação deste ano estabelece 4 e 25 de outubro. Caso haja um consenso no adiamento, o projeto será discutido no Congresso Nacional. 
 
Para o presidente da OAB de Suzano, Wellington da Silva Santos, a mudança proporcionaria, além das medidas de prevenção à proliferação do vírus, que o calendário partidário não fosse prejudicado, como convenções e prestação de contas de candidatos. 
 
Mesmo diante da indefinição sobre o adiamento, a entidade manterá em plena atividade a Comissão Eleitoral, que acompanhará o pleito em Suzano. 
 
Segundo o presidente da comissão, o advogado José Roberto Moreira, a pandemia provocará uma série de readequações nessas eleições. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve publicar até o final de junho as mudanças. 
 
“A expectativa é a de que até o final de junho, o TSE publique nova resolução, inclusive sobre convenções partidárias por meio digital. A partir daí o que muda é que alguns instrumentos de propaganda não serão possíveis, ou serão limitados”, acredita ele. 
 
Segundo ele, a tendência é a de que este ano meios digitais sejam o principal canal de comunicação entre candidatos e eleitores. “De repente pode haver adequações em que os meios digitais sejam primordiais. Isso devido às medidas para evitar o contágio do coronavírus”, pontuou.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias