Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 03 de dezembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 03/12/2020
ERICA ROMÃO
Sec de Governo - Educação Kit de Atividades 02 - Dezembro
Sec de Governo - Educação Kit de Atividades - Dezembro
Reisinger Ferreira
GOLDSTAR

Obra de ligação entre sistemas Rio Grande e Alto Tietê será entregue hoje

30 SET 2015 - 08h01

A operação da interligação do Rio Grande para a Represa Taiaçupeba tem início hoje. O bombeamento será de 4 m³/s, durante 24 horas, conforme as condições da represa. Para isso, haverá um controle automatizado dos níveis dos rios, tanto na captação como na descarga, para respeitar os padrões mínimos e máximos. A obra da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) está orçada em R$ 130 milhões e será inaugurada hoje pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB).

O empreendimento é considerado essencial para evitar o colapso do Sistema Produtor Alto Tietê (Spat) e o rodízio oficial no abastecimento à população. Contudo, corre o risco de ter a transposição suspensa, em decorrência dos níveis de contaminação do reservatório por cianobactérias (algas).

De acordo com a Sabesp, os níveis de alerta para cianobactérias se referem à qualidade da água bruta captada e já estão em análise pela Companhia Ambiental de São Paulo (Cetesb). "A interrupção eventual do bombeamento do Rio Grande para a Represa de Taiaçupeba, em função da quantidade de cianobactérias, não vai interferir na produção de água do Sistema Alto Tietê", explica.

A Sabesp afirma ainda que já enviou à Cetesb um plano de manejo das cianobactérias por meio de algicidas (produto químico usado para eliminar algas). "Isso irá reduzir a concentração a níveis que permitam a captação dentro dos limites estabelecidos por lei, sem trazer prejuízos à qualidade da água da represa Taiaçupeba".

Um monitoramento regular também deverá ser realizado na água retirada e sempre que for necessário, segundo a Sabesp, haverá o manejo de forma a manter a captação. Vale destacar que a possibilidade de suspensão do bombeamento foi admitida pela Companhia em um "plano de contingência para cianobactérias". O documento foi elaborado a pedido da Cetesb.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias