Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 12 de dezembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 11/12/2019
Evatânia Psicopedagoga

Obra na Índio Tibiriçá prevê ‘duplicação’ com conclusão em 2020

Parte da rodovia será duplicada; valor investido nas obras são de R$ 19,08 milhões e vão beneficiar quatro cidades

Por Fernando Barreto - de Suzano23 NOV 2019 - 23h00
Obras tiveram início em junho de 2019. Os valores são de R$ 19,08 milhões, e que serão pagos quando as obras acabaremFoto: Sabrina Silva/DS
As obras de recuperação pontual e sinalização na Rodovia Índio Tibiriçá (SP-31) devem ser concluídas em junho de 2020. Além disso, parte da rodovia será “duplicada”, conforme informou a Secretaria de Logística e Transporte do Estado de São Paulo, na última quinta-feira (21).
 
Segundo a secretaria, do quilômetro 58,5 até o quilômetro 62,3, a pista será separada, como uma tipo de duplicação, em total de 4 quilômetros. “ A “duplicação” vai melhor a segurança dos motoristas e usuários, evitando conversões proibidas”.
 
As obras tiveram início em junho de 2019. Os valores são de R$ 19,08 milhões, e que serão pagos quando as obras acabarem.
 
Segundo o Departamento de Estradas e Rodagem (DER), a recuperação da rodovia vai contemplar toda a SP-31.
“O DER deu início, em junho de 2019, às obras de recuperação pontual do pavimento e sinalização na SP-31, do quilômetro 33,1 (divisa com Ribeirão Pires) ao quilômetro 70,3 (em Suzano)”, disse a pasta.
 
A Secretaria de Transporte informa, também, que a manutenção vai beneficiar as cidades do ABC Paulista, Ribeirão Pires e Suzano.
 
“As obras serão muito importantes aos municípios de São Bernardo do Campo, Santo André, Ribeirão Pires e Suzano”.
A Índio Tibiriçá recebe todos os dias, aproximadamente, 19 mil veículos, que dirigem da região do ABC Paulista até o Alto Tietê. 
 
Rodovia terá três retornos e sistema de drenagem
 
A Rodovia Índio Tibiriçá (SP-31) vai receber, em três pontos, um retorno, além de no quilômetro 68 a rodovia receber sistema de drenagem, a fim de evitar enchentes. As informações foram passadas na última quinta-feira (21) pela Secretaria de Logística e Transporte do Estado de São Paulo.
 
A pasta explicou que nos quilômetros 59,8, no 58,5 e no 60,8 será construído um “acesso de retorno”.
Conforme observou a reportagem, no quilômetro 59,8, próximo a entrada dos bairros Vila Fátima e Buenos Aires, o acesso está na metade da construção.

Conforme informou o DS, as obras na Índio Tibiriçá tem previsão de conclusão em junho de 2020.
 
Drenagem
 
O trecho da pista em frente a base da Polícia Rodoviária Estadual, no quilômetro 68, passaram por elevação e modernização da drenagem de chuva.

A base policial, em dias de tempestades, alaga, o que atrapalha os policiais em momentos de urgência.
“No quilômetro 68, foi alterada em 0,70 metros para prevenir os constantes alagamentos. Além de o sistema de drenagem também está ser ampliado”. Essas obras foram concluídas.
 
Rotatória
 
No quilômetro 65 da Índio Tibiriçá foram concluídas as obras de revitalização em uma rotatória próxima ao bairro Jardim Nova América. 

Além de obras de implantação de cortina atirantada, o que vai proporcionar mais estabilidade ao talude.
Talude é a inclinação entre a superfície de um muro ou obra, com um buraco, de origem natural ou de escavação.
 
Investimento

O DER informou que irá investir R$ 19,08 milhões em melhorias na Índio Tibiriçá. Segundo o departamento, a rodovia recebe diariamente 19 mil veículos. As obras vão beneficiar as cidades de Suzano, Ribeirão Pires, São Bernardo do Campo e Santo André. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias