Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 16 de setembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 14/09/2019
Centerplex 12/09 a 18/08
PMMC CIAS

Operação da Prefeitura de Suzano descobre loteamento clandestino em Palmeiras

Crime ambiental foi constatado na estrada do Servidão após denúncia; ação envolveu GCM, Secretaria de Meio Ambiente e Fiscalização de Posturas

Por de Suzano03 SET 2019 - 20h15
Loteamento irregular estava sendo feito na estrada do Servidão, na Quinta DivisãoFoto: Divulgação/Secop Suzano

Uma operação realizada pela Prefeitura Suzano na manhã desta terça-feira (3) desmantelou um loteamento clandestino em andamento dentro de uma Área de Preservação Permanente (APP) no bairro Quinta Divisão, distrito de Palmeiras. A ação foi comandada pela Guarda Civil Municipal (GCM) e envolveu a Secretaria de Meio Ambiente e o Departamento da Fiscalização de Posturas, vinculada à Secretaria de Manutenção e Serviços Urbanos. Um homem de 59 anos acusado de crime ambiental foi encaminhado para a Delegacia Central de Suzano.

De acordo com o secretário de Segurança Cidadã de Suzano, Antônio Wenzler, há alguns dias, a GCM recebeu uma denúncia anônima sobre as infrações no ponto mencionado e deu início às investigações. “Posteriormente, uma averiguação no local constatou o crime ambiental e levou à operação deflagrada nesta terça-feira (03/09). Diante do flagrante, detivemos um homem que estava presente e que disse ser o responsável por toda aquela área”, explicou.

O loteamento irregular estava sendo feito na estrada do Servidão, na Quinta Divisão. Durante a operação da Prefeitura de Suzano, houve constatação de parcelamento de solo, movimentação de terra de forma irregular, supressão de vegetação, desvio de curso d’água e furto de energia elétrica. Uma retroescavadeira foi utilizada para destruir algumas construções já iniciadas.

Na tarde desta terça-feira, integrantes das pastas responsáveis apresentaram o caso à Polícia Civil na Delegacia Central de Suzano, onde foi registrado um Boletim de Ocorrência (BO) para as posteriores providências necessárias.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias