Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 22 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/09/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC COVID SAÚDE

Operação Direção Segura fiscaliza e orienta motoristas

16 ABR 2016 - 08h01

Dois pontos da cidade de Suzano receberam, ontem, a Operação Direção Segura. A ação foi idealizada pela Secretaria de Trânsito e Mobilidade Urbana em parceria com a Polícia Militar (PM) e com o Departamento de Trânsito do Estado de São Paulo (Detran-SP). O objetivo é fiscalizar e orientar os motoristas para evitar que dirijam embriagados e ocasionem acidentes. A operação também teve a participação da Polícia Civil e Cientifica.

"A iniciativa visa fiscalizar e autuar condutores que descumprem o Código de Trânsito Brasileiro em relação às infrações penais e administrativas referentes ao consumo de bebidas alcoólicas", destacou o secretário de Trânsito e Mobilidade Urbana, Claudinei Galo. Esta é a quarta vez que a operação é realizada em Suzano, sendo a primeira neste ano. Em 2015 foram feitas duas, e uma em 2014.

A operação ocorreu na Rua Doutor Prudente de Moraes, altura do Jardim Natal, entre as 20 e 22 horas, e gerou trânsito na SP-66. E também na Estrada Santa Mônica até a Estrada dos Fernandes, entre as 23 e 2 horas. Os locais foram escolhidos devido ao intenso fluxo de carros. "Temos o objetivo de alertar os condutores sobre os riscos de dirigir após ingerir bebida alcoólica. A atividade é educativa, mas também de fiscalização. Os locais foram escolhidos devido o grande fluxo de veículos. É mais uma ação com a intenção de valorizar a vida humana, e de oferecer segurança no trânsito para os cidadãos suzanenses", disse Galo.

A coordenadora da Educação de Trânsito de Suzano, Marisa Cidade, falou sobre o método escolhido para orientação dos condutores. "Quando o motorista era abordado pela PM, primeiro fazíamos uma apresentação educativa. Depois entregávamos um material com um folheto explicativo sobre a Lei Seca e um bafômetro descartável. Era feito o teste de alcoolemia, se estivesse tudo certo o motorista era liberado. Mas se fosse constatado álcool no sangue era tomada as providencias cabíveis de acordo com o código de trânsito", finalizou.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias