Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quarta 23 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 23/09/2020
PMMC COVID SAÚDE
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Orçamento de Suzano aumenta 17,4% e chega a R$ 692 milhões em 2016

29 SET 2015 - 08h01

O projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA), apresentado ontem, no auditório do Paço Municipal, pela Secretaria de Planejamento e Gestão Financeira, prevê R$ 692 milhões para o exercício de 2016. O montante é 17,4% maior em comparação ao usado neste ano pela administração nas receitas e despesas do município, quando foi estimado um orçamento de R$ 589 milhões.

Durante a apresentação da pasta, os técnicos da Prefeitura fizeram um esboço da projeção estimada para o próximo ano. Entre as citações estão obras instaladas nas mediações da cidade, como o Trecho Leste do Rodoanel Mário Covas (SP-21) e a possibilidade de implantação da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp). Ambos os empreendimentos foram citados como atrativos para chegada de novas empresas e, consequentemente, novos investimentos para Suzano.

Além disso, foram citadas as previsões orçamentárias dos últimos dois anos. Em 2014, por exemplo, foram investidos, entre receitas e despesas da cidade, R$ 565 milhões. Neste ano, a Prefeitura aplicou R$ 589 milhões nas contas municipais. O pagamento da folha e as despesas correntes (serviços essenciais como, por exemplo, coleta de lixo) continuam consumindo as maiores parcelas das contas da cidade, cerca de R$ 286 milhões e R$ 277 milhões, respectivamente.

Entre os setores que receberão os maiores investimentos estão a Saúde com 23,86% e a Educação com 25,9%. Vale destacar que no primeiro setor é obrigatório, por lei, investir 15% e, no segundo, 25%. Ou seja, no próximo ano, a Prefeitura deve investir 8,86% a mais na Saúde e 0,9% a mais em Educação.

Segundo a secretária-adjunto da pasta, Alba Valéria Hoelz, o projeto será encaminho a Câmara Municipal para análise, amanhã. Em seguida, o Legislativo deve promover audiência pública para debater a previsão, inclusive com o público. A aprovação da peça deve acontecer até 31 de dezembro.

Vale lembrar que o evento de ontem foi aberto ao público, que podia tirar dúvidas ou questionar algum ponto do projeto. No entanto, não houve comparecimento da pessoa. Para os organizadores da audiência, falta interesse da população em participar de ações como esta, uma vez que a iniciativa foi divulgada em diversos meios de comunicação.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias