Envie seu vídeo(11) 4745-6900
domingo 17 de outubro de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 17/10/2021
MAGAZINE CAZARINI
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

‘PDT vai construir em conjunto decisões de 2024’, afirma Mauro Vaz

Presidente do PDT reconhece trajetória política de Candido, mas prega união sobre decisões

Por Edgar Leite - de Suzano16 SET 2021 - 22h00
Mauro Vaz disse que as decisões do PDT serão tomadas em conjuntoFoto: Isabela Oliveira/DS
O presidente do PDT de Suzano, Mauro Vaz, diretor da Vigilância Sanitária e coordenador da Unidade de Planejamento e Assuntos Estratégicos (Upae), pregou, em entrevista ao DS, o diálogo dentro do partido para definir o futuro da sigla nas eleições de 2024. 
 
Apesar de afirmar que é cedo para qualquer definição, Vaz disse que o anúncio feito, esta semana, pelo ex-prefeito Marcelo Candido sobre uma eventual pré-candidatura a prefeito em 2024, terá de ser discutido dentro do partido com os demais membros.
 
“O Marcelo tem todo o direito de se lançar. Foi deputado estadual, duas vezes prefeito e candidato a governador do Estado. Mas essa pré-candidatura teria de ser construída dentro do partido”, disse Vaz.
 
Para ele, é importante que qualquer definição seja no sentido de manter o atual desenvolvimento da cidade. “Hoje, o PDT faz parte do governo. Tem secretaria, diretorias e dois vereadores. E não só isso. Ajuda na tomada de decisões do governo. A cidade está indo bem. Não é interessante haver desgaste”, afirmou.
 
Vaz lembrou que o atual vice-prefeito Walmir Pinto, secretário de Cultura de Suzano, tem um bom relacionamento com a administração do prefeito Rodrigo Ashiuchi e, por isso, seria importante a participação direta dele na conversa política sobre as eleições de 2024. 
 
“Mas é muito cedo ainda. Temos antes as eleições de 2022, quando cada partido (PDT e PL) vai apoiar seus candidatos, diferentemente das posições políticas. E isso não vai interferir na aliança”, disse.
 
O presidente do PDT afirmou que o partido tem compromisso com a atual gestão até 2024, mas, no seu entender, essa aliança tem dado muito certo. “Não se mexe em time que está ganhando”, comparou.
 
Vaz lembrou também que o partido tem cumprido os compromissos com o PL, desde que houve o apoio do ex-prefeito Marcelo Candido.
 
Ele garantiu que o anúncio da pré-candidatura de Candido não vai afetar a aliança entre os partidos. 
 
“Até porque somos colaboradores. E a cidade está caminhando muito bem”, avaliou. 
 
Marcelo Candido
 
Na segunda-feira, o ex-prefeito de Suzano por dois mandatos, Marcelo Candido (PDT), anunciou que é pré-candidato à Prefeitura na próxima eleição municipal, em 2024. 
 
Segundo Candido, que participou do Programa DS Entrevista ao vivo, toda a experiência que adquiriu nos últimos anos reafirma seu desejo de voltar a chefiar o Poder Executivo suzanense.
 
“Pretendo sair candidato a prefeito de Suzano em 2024. Estarei plenamente em condição de disputar. Tudo que tenho de experiência, de visão política me credencia mais do que nunca para voltar a ser prefeito ”, afirmou.
 
A pré-candidatura é viável, segundo Candido. 
 
Ele espera contar com o apoio do PL, partido do atual prefeito Rodrigo Ashiuchi - que nas duas últimas eleições teve o apoio do PDT. Ele explica que a aliança foi firmada entre os dois partidos em 2016. Em contrapartida, o PL firmaria apoio ao candidato lançado pelo PDT em 2024.
 
“Nós combinamos em 2016 que em 2024, o PDT lançaria o cabeça de chapa. Se o PL não quiser cumprir vai trair o acordo. Não vejo motivo para não apoiar. Se o PL não quiser romper o acordo, o PL apoia o PDT, afinal de contas, o PDT apoiou o PL”, explicou o ex-prefeito durante a entrevista.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias