Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sábado 19 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/09/2020
PMMC COVID LAR
PMMC COVID SAÚDE
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Planos de saúde possuem teste rápido contra a dengue para 81 mil suzanenses

05 JAN 2016 - 07h01

Clientes de todos os planos de saúde já podem saber rapidamente se estão ou não com dengue. A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) incluiu os testes rápidos na lista de procedimentos de cobertura obrigatória em todo o Brasil. A ação passou a ser exigida no sábado e vai beneficiar 81.896 mil moradores de Suzano que são associados a algum plano de saúde. O paciente conveniado pode saber em até 30 minutos se tem, ou não, a doença causada pela picada do mosquito Aedes aegypti. . A ANS também incluiu na lista de procedimentos obrigatórios o teste para detectar o vírus chikungunya.

O teste rápido é feito por meio de um exame de sangue, que serve para detectar o antígeno NS1, substância presente em altas concentrações em pacientes infectados pelo vírus da dengue. O exame precisa ser realizado obrigatoriamente nos cinco primeiros dias após início dos sintomas e deverá ser indicado por um médico.

Em Suzano, o serviço já pode ser encontrado por pacientes de quatro convênios: Samed, Sulamerica, Metrus e Artella.Todos os testes podem ser realizados no Hospital Santa Maria, gerenciado pela Samed. Entre esses planos, a Samed foi a primeira a disponibilizar esse tipo de serviço na região. A iniciativa foi colocada em prática em outubro de 2015, com o objetivo de disponibilizar mais tranquilidade aos conveniados. Associados de outros planos são atendidos em hospitais de outras cidades da região. Todos já estão com o procedimento do diagnostico rápido em funcionamento.

Desde 2000, todos planos de saúde são obrigados a oferecer os exames tradicionais para detectar a dengue, porém anteriormente o resultado poderia sair em até 48 horas. A medida imposta pela ANS visa combater o avanço das doenças causadas pelo Aedes aegypti em todo país. Quem tiver problemas para conseguir fazer o exame pelo plano deve procurar o site da Agencia Nacional (www.ans.gov.br) e denunciar o caso.

DENGUE

As cidades da região registraram no ano passado cerca de quatro mil casos contra a dengue, além de cinco casos de chikungunya e um de zika vírus. Somente em Suzano foram quase 800 casos confirmados. Em 2014, para se ter uma ideia, 37 casos de dengue haviam sido confirmados.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias