Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 27 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 26/09/2020
PMMC COVID SAÚDE
ÚNICCO POÁ
Pmmc Sarampo
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
Cidades

PM descarta prejuízo na segurança com policiais afastados para as eleições

Na área do 32º BPM/M, sete policiais militares foram afastados do cargo em 15 de agosto

Por Lucas Lima - de Suzano15 SET 2020 - 13h56
32° Batalhão vai manter reforço da segurança, mesmo com policiais afastadosFoto: Regiane Bento/Divulgação
A Polícia Militar (PM) afirmou que o afastamento dos sete policiais candidatos as eleições municipais deste ano não vai impactar na segurança da região. De acordo com o 32º Batalhão da Polícia Militar Metropolitano (32º BPM/M), foram realizados ajustes operacionais necessários para que esta situação temporária não afete o policiamento ostensivo em Suzano, Poá e Ferraz de Vasconcelos, cidades atendidas pelo comando.
 
Conforme publicado pelo DS anteriormente, 12 policiais do Alto Tietê, que vão disputar as eleições municipais, serão afastados do cargo. Destes, sete são da PM e cinco da Polícia Civil. As candidaturas são tanto para o cargo de vereador quanto para o de prefeito.
 
Na área do 32º BPM/M, sete policiais militares foram afastados do cargo em 15 de agosto. Dois deles são de Suzano, dois de Poá e três de Ferraz de Vasconcelos.
 
Segundo a PM, o afastamento dos policiais militares para participar do pleito eleitoral é, a princípio, de caráter temporário, sendo assim, constam ainda como efetivos, porém temporariamente afastados de suas funções. Além disso, a polícia destacou que ao final do pleito, caso sejam eleitos, serão exonerados de seus cargos, só então poderão ser substituídos. Caso não sejam eleitos retornarão às suas atividades normais. 
 
Por outro lado, na Polícia Civil, cinco policiais devem se afastar do cargo. Entre eles estão o delegado do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra), Eduardo Boigues, e o delegado titular de Poá, Eliardo Jordão. O primeiro é pré-candidato a prefeito de Itaquá e o segundo é pré-candidato a vereador de Poá.
 
Procurada para saber se haverá reforço de policiais civis na região, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Estado de São Paulo informou que ainda não há informações sobre os policiais candidatos as eleições municipais.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias