Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sexta 04 de dezembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 03/12/2020
GOLDSTAR
GOLDSTAR
ERICA ROMÃO
Sec de Governo - Educação Kit de Atividades 02 - Dezembro
Reisinger Ferreira

População aprova implantação de ciclovia em duas vias de Suzano

23 OUT 2015 - 07h01

A população de Suzano aprova a implantação de ciclovia nas ruas Vereador João Batista Fitipaldi e Coronel Souza Franco até a estação de trem de Suzano. A via é uma das mais importantes da Região Norte do município e oferece acesso aos bairros do Distrito do Boa Vista. A implantação de novas ciclovias tem sido um assunto recorrente em Suzano. Atualmente, a Prefeitura está implantando uma de 1,6 quilômetro dentro do Parque Max Feffer, com três metros de largura, além 400 metros de ciclofaixa interligando as avenidas Mogi das Cruzes e Brasil.

A proposta foi feita pelo vereador Walmir Pinto (PT) por meio de um projeto de lei protocolado nesta semana na Câmara. O documento vai passar pelas comissões antes de ser colocado na pauta do dia para votação. Caso seja aprovado, o projeto será encaminhado ao prefeito Paulo Tokuzumi (PSDB), que pode sancionar ou vetar a proposta.

O aposentado Benedito Silva trafega de bicicleta diariamente. O percurso de 15 minutos, entre o Centro e a Vila Maluf, é feito em meio aos carros. "Com a ciclovia teremos mais segurança", completa. O operador lojista, Valter de Cristo concorda. "É um espaço apenas para ciclista e isso ajuda a diminuir o número de carros nas ruas também. A ação é positiva para todos".

O técnico da equipe de ciclismo de Suzano, José Luciano dos Santos, de 33 anos, também aprova a proposta. Segundo ele, ações como esta ajudam a modificar o cenário da mobilidade urbana e trazem mais uma opção de transporte. Santos percorre diariamente 16 quilômetros, entre Palmeiras e o Centro de Suzano, de bicicleta. "Para quem usa a bike como meio de transporte para trabalhar, ter uma ciclovia ajuda muito, pois diminui os riscos a que ficamos expostos", comenta. "Agora lutamos por um espaço para treinarmos", revela.

Às terças e quintas-feiras, cerca de 70 pessoas se reúnem na Avenida Mogi das Cruzes para participar de treinos. O grupo da Bike Nakashima atua com atletas de desempenho e novatos na modalidade. A equipe existe há oito anos. "Fazemos ainda os treinos noturnos nas trilhas de Suzano. Os interessados em participar do grupo precisam chegar ao local antes das 19h30 com capacete e luva. Lá damos instruções e dicas", completa.

Em Mogi das Cruzes, o grupo de pedal Caqui Bikers também luta por mais espaços para bicicletas. De acordo com o consultor de vendas, Daniel Roberto Soares, de 38 anos, neste sábado será realizada uma audiência pública na Escola de Governo para debater o tema. Na cidade vizinha, cerca de 50 ciclistas se reúnem às terças e às sextas-feiras para fazer trilhas.

Soares conta que são duas horas de treino. Além disso, muitos integrantes do grupo usam a bicicleta como meio de transporte. "Vou de casa (César de Souza) ao trabalho (Mogilar) em 20 minutos. De carro, o percurso é feito no mesmo tempo quando não há trânsito", comenta.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias