Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 29 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 29/09/2020
ÚNICCO POÁ
PMMC COVID SAÚDE
Pmmc Sarampo
SOUZA ARAUJO
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Prazo para desocupação termina hoje. Moradores afirmam que não vão sair

30 OUT 2015 - 07h01

O prazo para a retirada voluntária dos ocupantes dos 24 apartamentos do Condomínio Topázio, no Jardim Europa, em Suzano, termina hoje. A informação foi divulgada ontem pela 2ª Vara de Mogi das Cruzes, da Justiça Federal em São Paulo. Apesar disso, os ocupantes informaram que não vão sair dos apartamentos. A partir de amanhã um oficial de Justiça deve visitar o local para constatar se houve ou não a desocupação. As moradias são de propriedade da Caixa Econômica Federal (CEF).

Após o oficial de Justiça comparecer ao local para averiguar se a saída dos invasores aconteceu de forma voluntária, caberá a ele a intermediação do processo junto aos órgãos que deverão apoiar a retirada "forçada" das famílias, como ajuda de força policial, além de notificar a Prefeitura e o Conselho Tutelar, se necessário.

O DS esteve no local ontem conversando com os moradores e foi informado pelos ocupantes que não receberam notificação do prazo de retirada. "A notificação oficial que recebemos foi logo em seguida que chegamos aqui, com o prazo de 15 dias. Depois isso, nunca mais recebemos uma solicitação oficial. Só ficamos sabendo dessas coisas por meio de boca a boca. Não queremos ficar aqui irregularmente. Queremos pagar o condomínio, nossa água e nossa luz. Estamos aqui porque precisamos.", contou o morador Marcos Silva Evangelista, de 31 anos.

Conforme o morador Luiz de Moura Cesário, de 39 anos, o que eles pedem é uma negociação. "Até agora ninguém realmente veio conversar conosco. Seria mais fácil se mandassem um representante", esclareceu. Respondendo na Justiça pelo caso dos ocupantes, o advogado Leandro Guilherme Dongo, falou sobre o assunto. "Foi determinado que a caixa deveria apresentar documentações para comprovar a posse do prédio em 90 dias, ou seja, o prazo termina até o dia 7 de dezembro. Não faz sentindo estas pessoas saírem daqui durante isso para irem para rua. Este bloco do condomínio está irregular e não foi registrado pela Caixa Econômica Federal, por isso mesmo eles não estão se pronunciando", explicou.

A Caixa Econômica Federal informou por meio de nota que seguirá todas as determinações da Justiça para que o processo de reintegração de posse das unidades invadidas aconteça dentro da legalidade e no menor prazo possível.

OUTRO LADO

O DS ouviu também uma moradora do condomínio Topázio que foi contemplada pelo programa Minha Casa, Minha Vida com um apartamento. "O que nos deixa indignados é que estamos sustentando as famílias invasoras, já que a rede de energia e água é uma só. Nossas contas ficaram altas e agora o condomínio quer subir o valor mensal devido a parte que estes ocupantes não pagam", contou Daniele Morais Fagundes, de 20 anos, que mora junto à mãe no local.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias