Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quarta 30 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 29/09/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
ÚNICCO POÁ
SOUZA ARAUJO
Pmmc Sarampo

Prefeito congela próprio salário, da vice e secretários municipais

20 JAN 2016 - 07h00

O prefeito Paulo Tokuzumi (PSDB) decidiu manter o próprio salário congelado, assim como da vice-prefeita Viviane Galvão e de seus secretários. No ano passado, o tucano recebia uma remuneração mensal de R$ 18.529,02. Em publicação feita hoje no DS, assinado por ele, o valor será mantido para este ano. A remuneração da vice-prefeita é de R$ 9.264,61. Já os secretários ganham salário de R$ 11.580,63.

Depois destas remunerações, um dos salários mais altos é do secretário-adjunto, no valor de R$ 9.798,62. Além disso, o chefe de gabinete recebe R$ 11.580,63. Na publicação, o prefeito decreta o valor do salário dos funcionários da Prefeitura. A publicação é feita anualmente. Os dados da remuneração paga no ano passado foram obtidos no site da Prefeitura.

NO ESTADO

Com esta publicação, o Executivo de Suzano apresentou situação semelhante ao do governo do Estado. Na semana passada, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) publicou no Diário Oficial do Estado (DOE) o congelamento do seu salário. Ele tem um salário bruto de R$ 21.631. Além dele, a remuneração do vice, Márcio França, e dos secretários também foram mantidas. Os salários deles são de R$ 20.549 e R$ 19.468, respectivamente.

A manutenção do valor foi feita por conta da crise econômica vivida em todo País, além da queda de arrecadação de imposto.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias