Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 24 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 24/09/2020
Pmmc Sarampo
PMMC COVID SAÚDE
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Prefeitos avaliam positivamente dados de gestão municipal do TCE

07 OUT 2015 - 08h00

A classificação do Tribunal de Contas do Estado (TCE) para as gestões municipais do Alto Tietê agradou os prefeitos da região. Para eles, o resultado demonstra o trabalho desempenhado pelas cidades, além de apontar os setores que necessitam de melhorias. Os dados foram divulgados, na segunda-feira, e fazem parte do Índice de Efetividade da Gestão Municipal (IEGM). O indicador busca avaliar a política e as atividades públicas desenvolvida nas cidades. Os números têm base no ano de 2014. Conforme publicado ontem pelo DS, a maioria das cidades tiveram nota B na avaliação da gestão municipal.

De acordo com o prefeito de Suzano, Paulo Tokuzumi (PSDB), a nota mostra os resultados da boa gestão dos recursos públicos. "Na administração e aplicação de investimentos na educação, Suzano recebeu nota máxima. Estamos felizes com o reconhecimento de um órgão como o TCE. Isso mostra nossa competência e responsabilidade com o dinheiro público, mesmo em tempos de crise. Trabalhamos muito para melhorarmos ainda mais os índices e trazer o desenvolvimento que Suzano merece", afirma.

Para o prefeito de Mogi das Cruzes, Marco Bertaiolli (PSD), o índice serve de atestado, pois mostra que o município está no caminho certo para avançar. "Mais uma vez temos a honra de ver Mogi se destacar com excelente desempenho entre os demais municípios paulistas. A cidade já foi considerada uma das melhores do País para se viver e ficamos muito felizes e satisfeitos pelos novos e bons resultados", comenta. A cidade, juntamente com Guararema, foi avaliada com nota B+. Bertaiolli frisa que a administração tem feito fortes investimentos ao longo dos últimos anos, nas mais diversas áreas de atendimento, com o objetivo de melhorar a qualidade de vida da população.

A avaliação também foi considerada satisfatória pelo prefeito de Ferraz de Vasconcelos, Acir Filló (PSDB). Segundo ele, as notas são o resultado exato da maneira como a administração conduz a cidade e demonstra os pontos atingidos e os que necessitam de melhorias. Em relação às cidades melhores colocadas, como Mogi, por exemplo, o tucano frisa que o município chegou a este patamar em decorrência de boas gestões. "Mogi é um caso a parte, pois os gestores que vêm administrando a cidade há quase 16 anos têm seguido a mesma linha de trabalho. Em Ferraz queremos dar continuidade ao que está dando certo e aprimorar os itens que ainda não alcançaram o nível de excelência", pontua.

O prefeito de Poá, Marcos Borges (PPS), o Marcos da Gráfica, adianta que a classificação do TCE é um termômetro que auxilia os prefeitos a priorizarem os setores mais importantes para o desenvolvimento e a manutenção dos serviços públicos. Além disso, ressalta que o município continuará a investir na população com atendimento adequado, médicos, cursos profissionalizantes e qualidade de vida para idosos. "As notas refletem o que cada setor possui e aponta a necessidade constante e permanente de melhorias para atingirmos o grau de excelência. Mogi por ser um dos municípios mais antigos do Alto Tietê, está mais avançada no número de habitantes e implantação de serviços e dá exemplos importantes a serem seguidos por todas as cidades da região e do Estado".

O prefeito de Santa Isabel, o padre Gabriel Bina (PV), faz uma análise positiva dos resultados. "As notas vieram a confirmar os resultados já obtidos por nosso município, tendo em vista o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), que obteve um excelente desempenho. Os resultados também serão importantes para que possamos melhorar nosso planejamento orçamentário, que se mostrou nosso principal desafio", explica. Quanto a tomar exemplos de outras cidades - melhores colocadas na avaliação-, Bina afirma que ainda é cedo para apontar soluções, mas destaca que certamente existem bons exemplos na região que merecem estudos "e quem sabe, futuramente possam ser aplicados em Santa Isabel".

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias