Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 24 de novembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 24/11/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
Reisinger Ferreira
PMMC MULTI 2020 NOV
PMMC NOVEMBRO AZUL
ERICA ROMÃO

Primeira-dama fala sobre atividades do Fundo Social e projeta ações para 2016

23 DEZ 2015 - 07h01

A primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade (FUSS), Nilce Tokuzumi, fez um balanço positivo sobre as ações realizadas neste ano. Entre elas, se destacam a Campanha do Agasalho, Casamentos Comunitários, além da arrecadação de brinquedos para doar às crianças carentes no período de Natal. Para o próximo ano, ela afirma que haverá continuidade destes projetos.

No balanço apresentado, Nilce também falou sobre os cursos de formação para população de baixa renda e a importância dele para recolocação no mercado de trabalho.

Diário de Suzano: Como a senhora avalia o ano de 2015? Quais foram os pontos fortes e o que precisa ser melhorado dentro da gestão no FUSS?

Nilce Tokuzumi: Neste ano, fizemos o nosso melhor para cumprir a missão do Fundo Social de Solidariedade, que é ajudar as pessoas menos favorecidas e fortalecer o espírito de cooperação dos suzanenses. E em 2016 trabalharemos ainda mais para ampliar nossas ações aos que mais necessitam.

DS: Dentre os programas desenvolvidos pelo Fuss de Suzano qual pode ser apontado como destaque de 2015 ou o que teve maior crescimento?

Nilce: O Fundo Social de Solidariedade desenvolve diversos programas e todos eles são de fundamental importância. A Campanha do Agasalho, por exemplo, foi um trabalho grandioso em prol da solidariedade e olhando por quem mais precisa. Arrecadamos neste ano, 200 mil peças de roupas, calçados e agasalhos. Mais de 9,5 mil famílias foram atendidas, o que significa 48 mil pessoas beneficiadas e 70 entidades participantes. A cidade deu um grande exemplo de amor ao próximo. Foi um trabalho vitorioso, que contou com grandes parceiros, como o Tiro de Guerra de Suzano, a Sabesp, a Internacional Paper, a Wizard Idiomas de Suzano, a Diretoria Estadual de Educação e as secretarias municipais.

DS: Qual a sua avaliação sobre a Campanha Natal Feliz, que distribuiu 15 mil brinquedos para as crianças de diferentes bairros da Cidade?

Nilce: Apesar da crise econômica que atinge não só a cidade de Suzano, mas também todo o Brasil, o Fundo Social não poderia deixar passar, em branco, o Natal das crianças. Buscamos alternativas para proporcionar uma belíssima comemoração de Natal às famílias carentes. Nós conseguimos envolver toda a cidade nessa ação, despertando o espírito de solidariedade, o olhar humano e a sensibilidade das pessoas. Todos nós podemos fazer doações independente de campanhas. Queremos agradecer todos os comerciantes, associações, servidores e as empresas que abraçaram essa causa. Fiquei muito feliz com o resultado.

DS: Uma das ações do FUSS é o casamento comunitário, sobre isso: quantas cerimônias foram realizadas em 2015 e quantos casais foram beneficiados? Para 2016, qual a previsão de cerimônias a serem realizadas?

Nilce: Essa é uma ação muito especial, que ressalta a importância da família e celebra o amor. Nosso objetivo é promover a inclusão social desses casais que desejam se unir oficialmente. Neste ano, o Fundo Social realizou o quinto Casamento Comunitário da atual administração. Ao todo, 108 casais oriundos das áreas mais carentes do município puderam formalizar a união civil e religiosa. Em 2016 o Fundo Social de Solidariedade continuará na sua Campanha de Humanização e Inclusão Social e os casais que não conseguiram realizar o casamento por falta de documentos, já se inscreveram e estão providenciando a documentação necessária para a próxima edição

DS: Como tem sido a parceria entre FUSS e a Guarda Civil Municipal (GCM) para o combate a violência doméstica? Quais ações estão sendo desenvolvidas? Quantas mulheres foram atendidas em 2015? Há previsão de ampliação dessas ações?

Nilce: O Fundo Social realizou neste ano um importante evento - "Café com Música - De Mulher para Mulher” - que teve como objetivo mostrar que Suzano é uma cidade modelo no enfrentamento à violência contra a mulher. A atividade foi voltada às funcionárias da Prefeitura de Suzano para que elas se transformassem em multiplicadora das políticas públicas de amparo e proteção as mulheres suzanenses. Além disso, no dia a dia orientamos e informamos às mulheres que procuram o Fundo Social os locais de proteção como: Comissão da Mulher Advogada da OAB/Suzano, Delegacia da Defesa da Mulher (DDM), Centro Especializado de Assistência Social (Creas), Patrulha Maria da Penha, entre outros.

DS: Quantas pessoas são ajudadas direta e indiretamente pelos programas do FUSS? Destes, qual a faixa etária predominante (crianças, adolescentes, jovens, adultos ou idosos)?

Nilce: Temos como meta no desenvolvimento dos projetos do Fundo Social contemplar todas as faixas etárias, atendendo desde os recém-nascidos até a Melhor Idade. Oferecemos, no decorrer do ano, Cursos de Qualificação Profissional aos jovens e melhoria na qualidade de vida às famílias carentes. Com o objetivo de inclusão da pessoa idosa, realizamos atividades sociais e culturais, levando alegria e diversão à Melhor Idade, entre muitas outras ações, que beneficiam milhares de suzanenses.

DS: Dos programas voltados para qualificação profissional, quantas pessoas se formaram em 2015? Quais os cursos mais procurados? Como as pessoas interessadas podem participar? Para 2016, quais as novidades nesta área de formação profissional? Haverá novos cursos?

Nilce: Implantamos em parceria com Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo o Projeto Gerando Renda, que busca a inserção da população de baixa renda no mercado de trabalho. Vale destacar que o objetivo dessa ação, além da capacitação profissional, é melhorar a qualidade de vida e o desenvolvimento social dos participantes. Em 2015 o curso de Corte e Costura da Escola de Moda formou 60 costureiras, com 140 horas aula, preparando-as para o mercado de trabalho. No Curso de Padaria Artesanal, mais 120 profissionais - com 40 horas de aulas práticas - foram formados. Desde o lançamento dos cursos, em 2014, até agora, o Fundo Social de Solidariedade de Suzano já preparou mais de 500 profissionais. Em 2016 continuaremos promovendo ações e projetos para qualificação e geração de renda da população.

DS: Em relação aos bailes temáticos desenvolvidos pelo FUSS, qual o mais tradicional? Quantos bailes ocorreram em 2015? Foram todos voltados para a terceira idade?

Nilce: Os bailes da Melhor Idade foram realizados mensalmente. No decorrer do ano, tivemos mais de 12 mil participantes. Realizamos por exemplo os bailes do "Confete e Serpentina na Melhor Idade", "Baile de homenagem às mulheres", "Baile do aniversário da Cidade", "Baile de homenagem às mães", "Arraiá do Fundo Social", "Baile do Inverno", "Baile Tropical" e ainda, em comemoração ao Dia do Idoso, o Fundo Social promoveu o tradicional "Baile da Primavera". Além disso, também em celebração ao Dia do Idoso realizamos a peça de Nelson Albissú, 'Se Tivéssemos Tempo', com os atores Gil Fluentes e Maria Amélia Monton".

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias