Envie seu vídeo(11) 4745-6900
terça 13 de abril de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 11/04/2021
Magic City
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
São Paulo Secretaria da Educação
CENTRO MÉDICO
Fraudes

Procon de Suzano denuncia golpe do empréstimo consignado ao MP

Fraude consiste em vincular os consumidores a empréstimos consignados que não foram solicitados

Por de Suzano06 MAR 2021 - 17h24
Procon denuncia golpe do empréstimo consignado ao MPFoto: Regiane Bento/DS
O Procon de Suzano protocolou nesta semana um ofício junto ao Ministério Público alertando sobre o risco de um golpe envolvendo empréstimo consignado na cidade. O órgão municipal tem recebido reclamações desde agosto do ano passado sobre o assunto. As principais vítimas são idosos aposentados ou beneficiários do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS).
 
A fraude consiste em vincular os consumidores a empréstimos consignados que não foram solicitados. Nesta modalidade, o pagamento do valor recebido é feito de forma indireta, então as parcelas são descontadas diretamente do salário mensal ou do benefício da aposentadoria. Desta forma, as vítimas, que geralmente não têm conhecimento do valor creditado, ficam com parcelas para quitar sem ter sequer pedido o dinheiro. Até o dia 24 de fevereiro foram registradas 51 reclamações envolvendo a mesma rede bancária. Destas, 35 são de pessoas acima de 60 anos.
 
De acordo com o ofício, a prática tem preocupado toda a rede de proteção e defesa do consumidor, pois diversos casos deste tipo têm se acumulado nos postos de atendimento em todo o País, com crescimento exponencial em pouco tempo. Em resposta a uma das reclamações registradas pelo Procon de Suzano, o banco informou que realizou laudo técnico e não encontrou irregularidades, porém o contrato apresentado tem indícios de fraude na assinatura da vítima.
 
Após recepção do documento pelo Ministério Público, a expectativa é de que o banco seja notificado, por meio de um novo ofício, a prestar os devidos esclarecimentos sobre a conduta lesiva que pode configurar assédio ao consumidor.
 
De acordo com a diretora do órgão suzanense, Daniela Itice, muitas pessoas não têm o hábito de observar com frequência o extrato bancário e só notam que o empréstimo foi feito após já terem utilizado o valor depositado. 
 
Ela também ressaltou a gravidade da situação, pois os idosos, que são os consumidores mais afetados, têm grande dificuldade em encontrar auxílio para resolver o problema.
 
A orientação para quem for vítima do golpe é procurar o Procon para fazer a reclamação, além de pegar seu extrato do INSS e entrar em contato com o banco responsável. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias