Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 27 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 27/09/2020
ÚNICCO POÁ
Pmmc Sarampo
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC COVID SAÚDE

Procura por dedetização aumenta com proliferação do mosquito da dengue

03 MAR 2016 - 08h00

Com o medo das doenças que o mosquito Aedes aegypti transmite, os moradores de Suzano e região têm procurado dedetizadoras para limparem caixas d'águas e ambientes, para matar as larvas, que possam existir, ou até o próprio mosquito. Com isso, as dedetizadoras têm aumentado seu lucro e estabelecimentos já apontam um crescimento de 100% nas vendas.

De acordo com a atendente da DDCamila, empresa dedetizadora e desentupidora, Dayane Ribeiro, de 23 anos, as vendas dobraram neste ano. "As pessoas estão mais precavidas. A dedetização está bastante procurada e vários dos clientes vêm devido ao mosquito da dengue. Se tiver larvas na residência ou mosquito, a dedetização mata tudo", explicou.

Mas de acordo com ela, o que tem sido mais procurado é a limpeza de caixa d'água. "O que cresceu mesmo foi a procura pela limpeza de caixas d'água. Ano passado, nesse período, tínhamos uns 30 clientes. Esse ano já limpamos 60. A procura dobrou. Pra gente está sendo bastante lucrativo", esclareceu.

Já a empresa dedetizadora TSERV, que atende o Alto Tietê e tem unidades em Poá e Mogi das Cruzes, aumentou às vendas em 30% desde o início deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado. De acordo com Rafael Lins, responsável técnico da empresa, a maior procura é de clientes residenciais. "Atendemos muitas empresas, mas com o aumento de casos de doenças transmitidas pelo Aedes aegypti notamos que pessoas que não tinham o hábito de fazer dedetização com frequência passaram a procurar o serviço", contou.

Para Rafael Lins, o aumento é tão significativo, que a empresa tem tido apoio para atender a demanda. "Para conseguir atender a essa demanda 30% maior, desde o começo de janeiro, temos o apoio de franquias da TSERV de Guarulhos e da Zona Leste da Capital, tudo para não deixar os clientes esperando por muito tempo pelos serviços. A maioria nos procura com urgência pela dedetização", explicou.

OUTRO LADO

O proprietário da empresa dedetizadora SuzanForte, Adriano Cesar Pereira, a empresa dele, em Suzano, não tem sentido o aumento significativo nas vendas. De acordo com ele, a limpeza de caixas d'água caiu bastante no último ano. "O serviço até diminuiu devido ao racionamento de água. As pessoas tinham medo do desperdício de água", explicou.

De acordo com ele, o serviço está se restabelecendo agora. "De dois meses para cá que começou a procura de novo, mas nada significativo. O que temos muito são pessoas que nos procuram para informação sobre a dedetização em relação ao Aedes. Se mata o mosquito ou não", explicou.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias