Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sexta 04 de dezembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 04/12/2020
Reisinger Ferreira
GOLDSTAR
GOLDSTAR
Sec de Governo - Educação Kit de Atividades 02 - Dezembro
Sec de Governo - Educação Kit de Atividades - Dezembro

Produtos para a prevenção da gripe H1N1 ‘somem’ das prateleiras das farmácias em Suzano

12 ABR 2016 - 08h01

As medidas de prevenção contra a H1N1 mudaram o comportamento dos suzanenses nas últimas semanas. A procura repentina, e em grande demanda, de álcool em gel esgotou o estoque de farmácias. A cidade tem apenas um caso suspeito da doença. A reportagem percorreu quatro drogarias, mas não encontrou o produto.

Os produtos estão sendo repostos diariamente nos estabelecimentos, porém a procura está acima do esperado. Normalmente, antes do fim da tarde todos os produtos são vendidos.

O farmacêutico Silnei Yuta conta que seu estoque de álcool em gel já acabou. "Está tudo em evidência na TV, álcool em gel, tamiflu e vacina. Vai ser muito difícil encontrar qualquer coisa. Está todo mundo procurando e não tem demanda para todos."

O gerente farmacêutico José Antonio de Souza Alves também passa pela mesma situação e conta que vendeu em um único dia todos os frascos de álcool em gel da drogaria onde trabalha. "Acabou tudo no sábado. Vendemos cerca de 50 (frascos) em um único dia. Já fizemos uma encomenda de 500 unidades que chega amanhã", disse. Para o prático em farmácia José Carlos Cadamuro, seu estoque de álcool em gel ainda está razoável, mas não durará muito tempo. "Estamos vendendo muito. Uma média de 20 por dia", pontuou.

De acordo com o farmacêutico Jeferson Quintiliano da Silva, a previsão é que os produtos retornem às prateleiras ainda nesta semana. "Já vendemos tudo, para hoje não tem mais nenhum. Amanhã (hoje) chega cerca de 60 unidades".

SEM MEDICAMENTO

Já o Tamiflu, remédio usado em casos graves de gripe, também não está sendo encontrado nas farmácias da cidade. Aos farmacêuticos a informação passada pelos laboratórios é de que em julho o Tamiflu estará disponível para ser vendido novamente em drogarias.

Dos locais visitados somente um informou que o remédio, que não substitui a vacina contra a gripe, pode ser encomendado. Foi informado também que uma cartela com 10 comprimidos custa em torno de R$100.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias