Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sexta 18 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 18/09/2020
PMMC COVID SAÚDE
PMMC COVID LAR
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Proposta prevê acessibilidade em prédios com mais de dois andares

04 NOV 2015 - 07h01

Os novos apartamentos residenciais com mais de dois andares, que serão construídos em Suzano, terão que instalar elevadores. O objetivo é permitir uma maior acessibilidade e mobilidade para os moradores e visitantes. A proposta foi aprovada pela Câmara Municipal e segue para sanção do prefeito Paulo Tokuzumi (PSDB), que pode publicá-la ou vetá-la. Além da obrigação do elevador, o projeto de lei também prevê que deverão implantados elevadores em construções com altura de mais de 24 metros possuir dois equipamentos. As entidades suzanenses aprovam a iniciativa.

Para o coordenador regional do Sindicato dos Aposentados de Suzano e Itaquaquecetuba, Alcides Paulo, essa ação é positiva, pois o idoso sente mais dificuldades em acessar alguns prédios. "Muitos deixam de frequentar lugares em decorrência das dificuldades de locomoção. Na colônia de férias do sindicato, por exemplo, que possui dois andares estamos instalando um elevador para dar mais acessibilidade aos usuários".

A presidente do Movimento Pelos Direitos dos Deficientes Físicos (MDDF), Maria Aparecida Bataro, também vê a proposta com bons olhos, mas não acredita na sanção do projeto. "Suzano não está preparada para isso. Precisamos adaptar as calçadas e não temos estrutura".

Para se ter uma ideia, entre as ruas Benjamin Constante e General Francisco Glicério, há pelo menos 140 prédios antigos, entre eles comerciais e residências, que não contam com quaisquer acessos para pessoas com dificuldades locomotoras. No entanto, vale ressaltar que estas construções, por serem antigas, não serão afetadas pela lei.

O presidente da Associação dos Corretores de Imóveis de Suzano (Acoris), Ademilson Alves Bernardes, explica que já deixou de alugar prédios na região central do município pela falta de acessibilidade. Segundo ele, construções que poderiam ser usadas como escola precisam estar equipadas com elevadores, medida prevista em lei municipal. "Na (Rua) 9 de Julho temos um imóvel que aguarda locação há um ano e meio. Mas devido a falta de elevadores não alugamos o espaço", conta. Bernardes acrescenta que um cliente da associação cotou o preço de um elevador recentemente. O equipamento custa cerca de R$ 50 mil e devido a grande procura o interessado em adquirir o aparelho precisa aguardar o atendimento em uma lista de espera.

PROJETO DE LEI

O projeto de lei, de autoria de Said Raful (PSD), foi encaminhado ao setor administrativo da Câmara na última semana e a Prefeitura deve receber a ementa em até 15 dias. "Não há possibilidade de obrigarmos os prédios já construídos a mudarem a estrutura. Mas os novos projetos - a partir da lei - (que ainda serão aprovados) deverão cumprir esta norma", explica. Ele afirma que a medida foi tomada para melhorar a qualidade de vida das pessoas que investem em moradia na cidade.

Em nota a Prefeitura de Suzano disse que o projeto seguirá o trâmite legal de análise jurídica para a possível aprovação. "Ele deverá passar pela avaliação nas próximas semanas".

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias