Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Logo de aniversário de 60 anos
sexta 07 de maio de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 07/05/2021
 SP EDUCAÇÃO - SAC_210326-001 - CORONAVIRUS - VACINACAO PROFISSIONAIS
CHECK UP - PÓS COVID
CLUDE DS DIA DAS MÃES
Quality Admistração de Condomínios
MAGIC CITY - CAMPANHA SOLIDÁRIA

Qualidade do ar é boa no Alto Tietê, apontam dados da Cetesb

Chuvas dos primeiros meses do ano contribuem para o bom resultado na medição

Por Matheus Cruz - de Suzano16 ABR 2021 - 22h20
Chuvas contribuíram para melhoria da qualidade do ar na regiãoFoto: Regiane Bento/DS
A qualidade do ar no Alto Tietê está em boa situação. De acordo com a gerente da divisão de Qualidade do Ar da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), Maria Lúcia Guardani, desde o início do ano, as chuvas que estão caindo de forma regular contribuem para a eliminação das partículas do ar que prejudicam a saúde.
 
Com o tempo encoberto, a formação do ozônio fica comprometida, já que o sol ajuda para que a formação do gás – que é prejudicial à saúde - ocorra na atmosfera. 
 
“As condições do ar na região do Alto Tietê estão boas. É importante saber que mais importante que a quantidade de chuvas, é a distribuição dela durante o ano. Como não choveu todos os dias nestes primeiros três meses, o controle foi melhor”, explica.
 
Para além dos três primeiros meses, a expectativa é que a medição do ar permaneça satisfatória, ao menos até o fim do mês de abril, quando um alto nível de chuvas ainda é esperado na comparação com o restante do ano. 
 
Segundo Maria Lúcia, o pior mês que a medição pode apontar é setembro, quando o tempo seco poderá predominar, assim como ocorreu em 2020.
 
“No ano passado, setembro foi o nosso pior mês (de qualidade do ar). Tivemos um mês muito seco, com muitas queimadas. Isso prejudicou bastante a qualidade do ar. Esperamos que neste ano não ocorra o mesmo, mas pode acontecer”, disse. 
 
Como forma de conscientizar a população da importância da qualidade do ar, a Cetesb disponibilizou uma plataforma de consulta em seu site. No arquivo que pode ser consultado por todos, a companhia detalha os dados da medição do ar nos três primeiros meses de 2021. Além disso, a Cetesb está preparando um relatório referente as condições do ar em todo o período de 2020. A ideia é trazer as informações coletadas com maior clareza.
 
“É uma forma de deixar as informações mais transparentes. Temos a responsabilidade de divulgar a importância da qualidade do ar, e usar os meios digitais ao nosso favor é fundamental”, esclarece Maria Lúcia. 
 
Monitoramento
 
O monitoramento da qualidade do ar foi iniciado na Região Metropolitana de São Paulo, em 1972, com a instalação de 14 estações para medição diária.
 
As estações mais próximas e usadas para consultas no Alto Tietê ficam localizadas no Itaim Paulista e em Guarulhos.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias