Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 23 de setembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/09/2019
Centerplex 19 a 25/09
PMMC ENTREGAS
Segurança

Queixas de furtos e roubos obrigam reforço nas imediações do shopping

Secretaria de Segurança Pública de São Paulo aproveitou para também reiterar que a Polícia Militar atua na região

Por Daniel Marques - de Suzano21 AGO 2019 - 23h58
Queixas de furtos e roubos obrigam reforço nas imediações do shoppingFoto: Sabrina Silva/DS
Moradores e comerciantes do entorno do Shopping de Suzano reclamam da insegurança da região. Segundo os relatos, roubos e furtos de veículos acontecem com frequência nas vias que dão acesso ao local.
 
A Secretaria de Segurança Cidadã de Suzano, por meio de nota, reforça que a Guarda Civil Municipal (GCM) realiza patrulhamento preventivo na região. Ainda há atendimentos da Patrulha Maria da Penha nas ruas próximas ao shopping.
Já a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo aproveitou para também reiterar que a Polícia Militar atua na região de forma ostensiva e preventiva para combater à criminalidade.
 
Os comerciantes que estão sempre na região escutam vários casos de pessoas que foram prejudicadas pela violência em um dos principais pontos da cidade. Roseleine Torres, 36, trabalha em uma lanchonete e diz que muitos lojistas, até mesmo os que trabalham dentro do shopping, reclamam de roubos e furtos.
 
Por isso, motoristas de aplicativo estão entrando no estacionamento do local para buscar os passageiros. "Já roubaram meu carro aqui uma vez. As meninas que ficam no ponto têm medo, algumas até tremem", relatou. "À noite eu nem fico neste ponto e, durante o dia, não fico aqui sozinha. Prefiro ir para outro lugar", relata Janaina de Freitas, 24, que estava sentada ao lado de uma idosa em um ponto de ônibus na Rua Sete de Setembro, ao lado de uma das saídas do shopping. 
 
Em abril de 2019, quatro mulheres foram presas após furtarem duas lojas no shopping, conforme o DS publicou na época. Dois meses depois, em 27 de junho, uma perseguição aconteceu na Avenida Armando de Salles Oliveira e um suspeito, que fugia de moto, se escondeu em um condomínio próximo ao local.
 
Luiz Carlos Meira, 45, pede mais policiamento na região. "Não sabemos se eles têm efetivo, mas seria muito importante para toda a região", pede.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias