Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 27 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 27/09/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC COVID SAÚDE
ÚNICCO POÁ
Pmmc Sarampo

Região central de Suzano registra 4º apagão em menos de 15 dias

20 FEV 2016 - 07h00

Mais um episódio de ‘apagão’ foi registrado em Suzano. Moradores e comerciantes da Rua Campos Salles ficaram duas horas sem energia entre 8 e 10 horas de ontem. Esta é a quarta ocorrência registrada em menos de 15 dias. Por conta da interrupção no fornecimento, alguns semáforos da Avenida Marques Figueira ficaram sem funcionar. O trânsito no local não foi prejudicado, por ser horário com pouca movimentação de carros. A concessionária responsável pelo fornecimento de energia, a EDP Bandeirante, informou que o problema foi causado por uma falha na rede.

Moradora de Suzano há 30 anos e síndica de um prédio, Maria Aparecida Bernardo, conta que a sequência de apagões está amedrontando todos os condôminos. "Temos muitos idosos aqui no prédio. Eles ficam com medo de usar o elevador e acabar energia na hora", informa. “Com receio da falta de energia muitos deles ficam na portaria”, diz.

O porteiro do prédio conta que, quando não falta energia, há oscilação. "Dá pra ver que as luzes ficam piscando como se fosse acabar", relata.

Houve casos em que pessoas ficaram presas no elevador até o restabelecimento da energia. "Fiquei duas vezes presa. É apavorante. Eles não avisam quando vai acontecer", reclama a síndica.

Para se precaver da situação foram compradas duas novas lanternas, uma para o condomínio e outra para uso particular.

A falta de energia na rua afetou as aulas de uma escola de ensino profissionalizante. Os funcionários contam que nada funcionava e as aulas tiveram que ser interrompidas. Foi o que informou a auxiliar de cobrança, Graziele Bonfim. "Cheguei aqui por volta das 9 horas. Ficamos com 26 computadores parados. Não tinha como trabalhar", disse.

Edson Lima, proprietário de uma lanchonete na mesma rua, se queixou da recorrência dos casos. "Ficamos no prejuízo. As maquinas param, não dá para passar cartão", relata.

A interrupção no fornecimento prejudicou as vendas e interferiu o andamento das atividades. Os salgados que ficam expostos na estufa não assaram no tempo necessário e ficaram pequenos. As vendas, segundo Lima, ficam paradas.

Diariamente o estabelecimento serve almoço. Ontem, por causa da falta de energia, o serviço atrasou.

SEMÁFOROS

As residências e estabelecimentos não foram os únicos a sentirem impacto do corte no fornecimento. Três dos quatro semáforos que ficam na Avenida Antonio Marques Figueira estavam sem funcionar. O trânsito só não ficou ruim pelo fato de não ser horário com fluxo intenso de veículos.

RESPOSTA

Em nota, a EDP Bandeirantes explicou que “houve falha de equipamento na rede entre 8 e 10 horas. A equipe foi deslocadas até o local para fazer o reparo. A situação foi normalizada às 10h29”.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias