Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 27 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 27/09/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
Pmmc Sarampo
ÚNICCO POÁ
PMMC COVID SAÚDE

Região tem 6 cidades entre as 100 com mais mortes por armas de fogo no País

27 AGO 2016 - 08h01

Com 487 mortes por armas de fogo na região no período de três anos, seis cidades da região estão entre as 100 mais violentas do País. O número indica que a cada dois dias uma morte por arma de fogo é registrada nos municípios do Alto Tietê. O mais violento é Itaquaquecetuba, que está na 9ª colocação. Suzano ocupa o 69º lugar no ranking nacional. Os dados fazem parte do Mapa da Violência 2016: Homicídios por Armas de Fogo no Brasil.

O ranking é elaborado com dados do sistema Datasus, do governo federal, e leva em conta o número de mortes por arma, entre 2012 e 2014, e a população de cada cidade. Por meio destes dados, a pesquisa calculou a taxa média de morte nos municípios.

Os números da região mostram uma oscilação do número de óbitos nos três anos de pesquisa. Em 2012, por exemplo, foram computadas 165 falecimentos. No ano seguinte, o número caiu para 147. Uma queda de 10,91%. Porém, no ano seguinte (em 2014), os óbitos voltaram a aumentar, já que foram computadas 175 mortes. Um aumento de 19,05%.

Itaquaquecetuba é a cidade com pior cenário no Alto Tietê, com 178 mortes por arma de fogo em três anos. A taxa média de óbitos na cidade é de 17,4. A segunda colocada no ranking regional é Arujá, com índice de 11,2 e a 39ª colocação no Estado. A cidade com menor índice da região é Salesópolis. A cidade não computou nenhum óbito por arma de fogo no período pesquisado. Além de Salesópolis, Biritiba Mirim foi a única cidade que também zerou a quantidade de mortes, mas foi somente no ano de 2013.

SUZANO

A cidade suzanense computou 72 falecimentos nos três anos do estudo. O pior cenário foi registrado em 2013, quando o município contabilizou 26 casos. Em 2012, Suzano teve 24 registros e em 2012, 22. A taxa média é de 8,7.

MAPA DA VIOLÊNCIA

O Mapa da Violência tem como objetivo mostrar a evolução do número de homicídios por armas de fogo em todas as cidades da País. Também é estudada a incidência de fatores como o sexo, a raça/cor e as idades das vítimas dessa mortalidade.

Segundo a pesquisa, o Estado de São Paulo foi o que mais reduziu o número de homicídios cometidos com armas de fogo em todo o País em 10 anos. Apenas quatro unidades da federação apresentaram diminuição entre 2004 e 2014, período analisado pelo estudo.

De acordo com dados do Mapa, em 2004 o número total de mortes por armas de fogo foi de 7.611 em São Paulo, enquanto em 2014 a quantidade caiu para 3.408 - uma redução de 53,7%. No período, apenas Rio de Janeiro, Pernambuco e Mato Grosso do Sul também tiveram redução. A média nacional aumentou em 23,7%.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias