Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sábado 31 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 31/10/2020
Pms Coronavírus - Fase Verde
Reisinger Ferreira
Pmmc Sarampo Outubro
PMMC COVID VERDE
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Reintegração de posse de área no Jardim Suzanópolis é adiada para julho

03 MAR 2016 - 08h00

A reintegração de posse de uma área de 20 mil metros quadrados foi adiada por 120 dias. Inicialmente prevista para 29 de março, a ação deve acontecer em 26 de julho. No local vivem 240 famílias - cerca de mil pessoas - em um terreno particular, que trata-se de um espólio. As famílias moram cerca de 20 anos no local.

O adiamento foi decidido durante reunião, realizada na terça-feira, e que contou com a presença de alguns moradores, um oficial de Justiça, integrantes do 32º Batalhão da Polícia Militar Metropolitano (BPM/M), além do vereador Vanderli Ferreira Dourado (PT), o Derli do PT, que tem ajudado às famílias. O advogado do proprietário do terreno também participou.

A Polícia Militar informou ontem que a programação feita anteriormente será mantida. O 32º Batalhão confirmou que dará o apoio em cumprimento à decisão da Justiça. Serão disponibilizados mais de 100 policiais militares, contando com apoio de outras unidades especializadas do Policiamento de Choque, Corpo de Bombeiros, Polícia Ambiental e o Radio Patrulhamento Aéreo.

Derli do PT, que colabora nas reuniões e foi escolhido para liderar a comissão de moradores, tem intercedido junto à Prefeitura para que as famílias possam ser inclusas nos programas sociais Minha Casa, Minha Vida e no Aluguel Solidário. "Estas pessoas não podem ficar sem moradia, então conversei com o prefeito (Paulo Tokuzumi - PSDB) e pedi para que a administração municipal tome alguma medida com urgência", explica Derli.

Além do apoio do Batalhão, a Prefeitura informou anteriormente que a administração municipal está em contato constante com as famílias do local e realizando o cadastro social daquelas que ainda não possuem o mesmo

Conforme o DS havia publicado, a Justiça solicitou apoio para a retirada das famílias por conta do grande número de pessoas. Para se ter uma ideia, inicialmente eram previstos cinco oficiais de Justiça para a reintegração, porém este número foi ampliado para dez.

O processo de reintegração de posse foi protocolado em 1999, dois anos após a área ter sido ocupada. O terreno é particular e pertence a um espólio. Em setembro do ano passado, a Justiça deferiu a reintegração e pediu urgência nas tratativas necessárias para que a ação acontecesse.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias