Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 28 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 27/09/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
ÚNICCO POÁ
Pmmc Sarampo
PMMC COVID SAÚDE
SOUZA ARAUJO

Sabesp faz pesquisa para saber quem é culpado pela crise hídrica

13 NOV 2015 - 07h01

A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) está realizando na região uma pesquisa, por telefone, para medir a satisfação dos clientes pelo serviço oferecido e questionar quem os clientes acham que é responsável pela crise hídrica. A ação visa saber se as pessoas sabem quais ações são feitas para minimizar os impactos da estiagem e justificar o aumento da tarifa de abastecimento.

Na última terça-feira, a redação do DS recebeu uma ligação da pesquisa. Em menos de 10 minutos foram feitas perguntas, por meio de gravação, sobre a gestão do recurso hídrico, a responsabilidade sobre as ações que regem o setor e contentamento dos clientes em relação ao valor de tarifa e a falta de abastecimento. Todas as respostas são dadas ao escolher um número, por exemplo, para a primeira pergunta: você sabe quem faz a gestão do abastecimento no Estado, o cliente tem quatro opções, ou seja, apertar o um, dois, três ou quatro, do telefone, para dar a resposta. Em outro questionamento: sobre ser justo ou não o reajuste da tarifa de água, o cliente dará nota de 0 a 5 ao serviço, sendo zero a nota para nada satisfeito e 5 para muito satisfeito.

A ferramenta permite ainda descobrir qual o grau de conhecimento dos clientes sobre os serviços fornecidos, além de acentuar a situação do racionamento, uma vez que uma das perguntas questiona o cliente sobre a melhora ou piora do abastecimento, nos últimos seis meses.

PESQUISA

Em nota, a assessoria de imprensa da Sabesp informou que desde 2005 realiza anualmente uma pesquisa de satisfação com os clientes. A iniciativa tem por objetivo avaliar a percepção sobre a qualidade dos serviços de abastecimento de água, esgotamento sanitário e atendimento geral.

Os resultados contribuem na análise e direcionamento de ações para melhorar a prestação de serviços. A cada ano são incluídas perguntas específicas, que variam de acordo com o planejamento da empresa ou com o cenário de momento. "Desde 2014, a Sabesp inseriu na pesquisa questões relacionadas à crise hídrica, a fim de entender a compreensão dos clientes sobre as ações adotadas pela empresa e também oferecer a oportunidade ao cidadão de dar sugestões", explica.

A pesquisa atual é feita entre 5 e 30 de novembro em toda a área de abrangência da Sabesp. Ela é realizada por um instituto independente, contratado por meio de processo licitatório. Serão feitas 5.850 entrevistas, o que dá uma precisão dos resultados com 1,3% de margem de erro.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias