Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 01 de dezembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 30/11/2020
GOLDSTAR
GOLDSTAR
Reisinger Ferreira
Sec de Governo - Educação Kit de Atividades - Dezembro
ERICA ROMÃO

Sabesp vai contratar empresa para implodir granito em obra da SP-66

25 MAI 2016 - 08h00

A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) vai abrir, neste ano, uma licitação para implodir o granito que atrapalha o andamento das obras de implantação do coletor-tronco na Rodovia Henrique Eroles (SP-66). As obras estão paralisadas há cerca de cinco meses por conta de um processo de rescisão judicial com a empresa Heleno & Fonseca, que estava executando a construção. O contrato foi cancelado em janeiro deste ano, data em que era prevista a finalização da obra. Ontem, o prefeito Paulo Tokuzumi (PSDB) participou de reunião na Sabesp e cobrou agilidade na conclusão das obras.

O encontro aconteceu com o presidente do órgão, Jerson Kelman, do diretor metropolitano, Paulo Massato Yoshimoto, além da equipe técnica da entidade. Na audiência, foi exposto o andamento das obras que vão compor a estação elevatória de esgoto, que possui aproximadamente 20 metros de profundidade e será responsável por captar e tratar 100% do esgoto de Suzano. A nova licitação é necessário a retirada do granito encontrado no decorrer da obra e que está impedindo a conclusão da mesma.

Além disso, foi definido que será contratada uma empresa para instalar estações de tratamento de esgoto provisórias na Região Norte, que precisa ser liberada em atenção às 13.243 unidades habitacionais que estão para ser entregues, porém precisam da coleta de esgoto interligada. "Vamos colocar em ação as estações provisórias e no decorrer da entrega da obra da SP-66, liberamos essas unidades provisórias", argumentou o presidente da Sabesp, Jerson Kelman.

A nova estrutura para atender a demanda não só de Suzano, mas de todo o Alto Tietê, integrará o atual sistema de esgotamento que é capaz de tratar 1 metro cúbico por segundo. Após a obra, a capacidade total da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) será de 3 metros cúbicos por segundo. "Estamos contentes com o avanço no saneamento básico de Suzano. São obras que causam certos transtornos de início no viário, mas que trazem benefícios para toda a vida. Vamos continuar cobrando a finalização dessas obras e garantir os benefícios que a população merece", complementou.

Alça

Tokuzumi também se reuniu para discutir o início das obras do Completo de Interligação Viária do Trecho Leste do Rodoanel Mário Covas (SP-21) com a Estrada dos Fernandes contou com a presença da diretora de Avaliação de Impacto Ambiental, Ana Cristina Pasini da Costa, além dos secretários municipais de Obras, Carmen Lúcia Lorente, a Carminha, e de Assuntos Jurídicos, Alexandre Maciel. Tokuzumi também cobrou o processo de licenciamento ambiental, que depende do posicionamento do governo do Estado sobre a duplicação da Estrada do Fernandes, que será o principal acesso ao anel viário.

"Estamos correndo atrás dessa obra que foi anunciada pelo governador em setembro de 2015, em cerimônia no Palácio dos Bandeirantes. Sabemos que por conta desse período de recesso do país e a retração da economia, todas as obras públicas são impactadas, mas queremos um posicionamento positivo para o suzanense e toda a região a ser desenvolvida do município e região. Por conta disso, já solicitamos uma agenda com o governador Geraldo Alckmin (PSDB) e seus secretários responsáveis pela obra para iniciarmos o quanto antes a alça do Rodoanel e a Estrada dos Fernandes", concluiu o prefeito.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias