Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sexta 14 de agosto de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 13/08/2020
PMMC ALEITAMENTO MATERNO
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC ECOTIETÊ
PMMC LED
PMMC  VACINAÇÃO - SARAMPO
Suzano

Secretaria, GCM e Defesa Civil fazem vistoria em áreas atingidas pelas chuvas

Dados compilados já estão com a Defesa Civil e as Secretarias de Manutenção e Serviços Urbanos e Transportes

Por de Suzano11 DEZ 2019 - 23h58
Secretaria, GCM e Defesa Civil fazem vistoria em áreas atingidas pelas chuvasFoto: Regiane Bento/Divulgação
Uma vistoria minuciosa foi realizada nas áreas atingidas pelas chuvas, para o diagnóstico técnico nesta quarta-feira (11), informou a Prefeitura. Os dados compilados já estão com a Defesa Civil e as Secretarias de Manutenção e Serviços Urbanos e Transportes e Mobilidade Urbana, para a reconfiguração dos cronogramas de manutenção e serviços de revitalização e limpeza. Bairros como Jardim Colorado, Vila Amorim e Jardim Maitê serão atendidos. Serviços também continuam a ser realizados no rio Una, que já recebeu trabalhos de desassoreamento neste ano.
 
A Prefeitura de Suzano informou que as equipes de Manutenção e Serviços Urbanos, de Transportes e Mobilidade Urbana, da Guarda Civil Municipal (GCM) e de Defesa Civil estão nas ruas desde terça-feira, (10), quando ocorreu a pancada de chuva, para auxiliar a população no que for necessário. 
 
Segundo a Defesa Civil, o índice pluviométrico de terça-feira foi de 112 mm em aproximadamente uma hora, no começo da tarde (para se ter uma ideia, o índice esperado para todo o dia era de 20 mm). Importante destacar que essa pluviosidade foi considerada pelo Cemaden (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais) a maior do Estado de São Paulo (e a segunda maior do Brasil) na data desta terça-feira.
 
Em razão desta enorme quantidade de chuva, lâminas d'água foram observadas em diversos pontos da cidade. “Contudo, exatamente por causa dos serviços preventivos executados ao longo do ano, como limpeza de bocas de lobo, córregos e canais de drenagem, não houve consequências graves (como desalojados, desabrigados ou feridos)”, informou a Prefeitura. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias