Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sábado 28 de março de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 27/03/2020
Secretaria de Estado da Saúde Campanha Coronavirus
CENTRO MÉDICO
COVID

Secretário reforça recomendações do Ministério da Saúde sobre coronavírus

Luiz Claudio Guillaumon disse que ações no município seguem os protocolos federais e estaduais

Por Carolina Rocha - de Suzano25 MAR 2020 - 21h40
Claudio Guillaumo reforçou recomendaçõesFoto: Regiane Bento/Divulgação
O secretário de Saúde de Suzano, Luiz Claudio Guillaumon, reforçou as recomendações do Ministério da Saúde no combate ao novo coronavírus, na tarde da última terça-feira, durante entrevista concedida ao DS, via internet. O secretário disse que todas as ações tomadas pelo município seguem os protocolos definidos pela esfera federal e estadual, por meio do comitê de enfrentamento ao coronavírus do município.
 
Esse comitê é coordenado pelo secretário de Saúde, juntamente com as demais pastas que compõem a gestão municipal, além de contar com o apoio do gabinete do prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi (PL). De acordo com Guillaumon, os protocolos de combate ao Covid-19 mudam diariamente e são adaptados de acordo com a realidade da cidade.
 
"A gente fica lá na secretaria até fechar todo dia os novos protocolos para passar para a rede como um todo, para que a gente consiga agir em conjunto, para ter uma coordenação central ligada ao Estado e aos Ministérios da Saúde", conta.
 
Casos
 
Segundo o secretário, Suzano ainda não tem casos graves de coronavírus. Até o momento, apenas um caso foi confirmado na cidade, e mais de 80 são suspeitos. Quanto a notificação dos casos, Guillaumon explica que se um morador da cidade de Suzano for diagnosticado em qualquer lugar do país com doenças compulsórias, como é o caso do novo coronavírus, esse será contabilizado pela Vigilância Epidemiológica da cidade onde essa pessoa reside. 
 
"Isso porque o mais importante nesse caso é saber onde essa pessoa mora. Por quê? Porque aí vai a Vigilância Epidemiológica fazer uma visita na família, vai falar com o cônjuge, vai falar com os vizinhos, e dependendo das doenças, se o paciente for uma criança por exemplo, tem que ir à escola. Então é assim que funciona", explica.
 
Respiradores e leitos
 
Quanto aos respiradores disponíveis na cidade, o secretário disse que a municipalidade tem trabalhado para garantir um reforço nesses equipamentos de saúde. Entretanto, no momento o município não tem necessidade de adquirir ou alugar novos respiradores. Já em relação aos leitos disponíveis na cidade, Guillaumon disse que Suzano pode aumentar em até 30 leitos a capacidade atual e alertou que "o momento agora é de não precisar usar os leitos de forma inadequada."
 
"Então é lembrar: fique em casa, lave as mãos, não compartilhe talheres. Se você tiver febre, fique em casa. Essa que é a orientação. O leito a gente tem que estar preparado, a gente está preparado, mas é para uma segunda fase e não nesse momento", recomenda o secretário.
 
Expectativa
 
Questionado sobre a expectativa dos impactos do Covid-19 no país, o secretário foi enfático ao dizer que é inevitável não passar por esse problema. "A gente não pode falar que não é nada. Vai ter sim esse problema, e a gente vai ter sim que se preparar."
 
Entretanto, Guillaumon se diz otimista com o esquema de saúde que tem sido adotado pela cidade e pelo Estado. "Desse número de mortes no país, a maioria está no Estado de São Paulo e na cidade de São Paulo, mas também está em um hospital. Então a gente pode dizer que é bem focado ainda. Isso sugere que o esquema na cidade e na Região Metropolitana, ele está funcionando. Então eu espero que a gente consiga ir segurando um pouco mais essa parte da transmissão da doença.", disse.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias