Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sexta 18 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 18/09/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC COVID SAÚDE
PMMC COVID LAR

Sede do PT tem pichações contra Dilma e Lula. Polícia vai analisar caso

19 MAR 2016 - 08h01

O Diretório do Partido dos Trabalhadores (PT) em Suzano amanheceu pichado ontem. "Fora PT", "Fora Dilma", “Cadeia Lula” e "Moro" eram os dizeres escritos na fachada e na lateral da sede. O presidente do diretório, Reginaldo Macedo, afirmou que, por conta do vandalismo, um Boletim de Ocorrência (B.O.) foi registrado. Não houve depredações. O local fica na Avenida Mogi das Cruzes, 63. O caso será analisado pela Polícia Civil.

"Juntamos as pessoas para conversar, para tomar alguma providência. Esse tipo de incitação é antidemocrático. Nós vamos registrar Boletim de Ocorrência porque é vandalismo. São pessoas contra o PT que acabam expressando seus pensamentos de forma criminosa", contou o presidente do diretório municipal, que afirmou que esta é a primeira vez que o local sofre este tipo de vandalismo desde a sua inauguração.

O presidente afirmou ainda que, no local, há câmeras apenas na parte interna do imóvel e que, por isso, não será possível identificar os autores por meio das imagens. Macedo afirmou que a ação ocorreu durante a madrugada. "Pularam a grade de dois metros de altura e fizeram as pichações com tinta preta. Nada foi danificado".

Segundo o delegado titular de Suzano, Edson Gianuzzi, casos de vandalismo precisam ser analisados para só depois definir se vale ou não a instauração de inquérito. "Baseado no Boletim de Ocorrência, verificamos se a ação foi somente de danos ou se houve outros crimes. Dependendo da gravidade, em casos onde além do vandalismo há também agressões ou ameaças é instaurado inquérito. Mas é preciso analisar bem o que foi registrado", ressaltou Gianuzzi.

As pichações ocorreram após o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ter sido empossado como Ministro da Casa Civil e depois das manifestações contrárias contra a presidente Dilma Rousseff (PT). "A pichação tem relação aos atos de protesto que aconteceu ontem (quinta-feira). As pessoas se manifestaram desta maneira. Democraticamente todo mundo pode ser a favor ou contra. Porém, assim como respeitamos o dia 13 que foi a posição daqueles que foram para a (Avenida) Paulista defender o golpe, o impeachment. Agora é nossa vez de contrapor", disse. "Ninguém é obrigado a pensar de forma comum, nós fazemos uma parte de coletivo. Em Suzano são aproximadamente 8 mil filiados ao partido".

MANIFESTAÇÃO

Na tarde de ontem, Suzano levou cerca de 250 pessoas à Avenida Paulista no ato a favor da presidente e de Lula. Alguns manifestantes foram de carro, outros de transporte público. Dois ônibus com 50 pessoas saíram da frente do diretório municipal.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias