Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sexta 25 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 25/09/2020
Pmmc Sarampo
PMMC COVID SAÚDE
ÚNICCO POÁ
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Sem urnas eletrônicas, apuração pode durar mais de 10 dias em Suzano

02 DEZ 2015 - 07h01

As eleições municipais do próximo ano deverão ocorrer manualmente, com o uso das cédulas de votação. A informação de que a votação acontecerá sem as urnas eletrônicas foi publicada no Diário Oficial da União (DOU), na última segunda-feira e faz parte do contingenciamento orçamentário. A chefe de cartório da 181ª Zona Eleitoral de Suzano, Imaculada Pires de Almeida, relatou que os maiores problemas serão com os fatores tempo e desgaste da equipe. A apuração dos resultados das eleições passaria de um dia (com o processo eletrônico) para no mínimo dez dias (com processo manual).

Há cerca de 10 anos, em 1996, ocorreram, em Suzano, as últimas eleições com a utilização das cédulas de papel. Na época, a cidade possuía um pouco mais de 100 mil eleitores e a apuração dos resultados durava entre sete e oito dias. Até ontem, o município já contava com aproximadamente 206 mil eleitores. Sendo 95,9 mil cadastrados na 415ª Zona Eleitoral e 110,3 mil na 181º Zona Eleitoral. "Levando em consideração o aumento dos eleitores, que praticamente dobrou, e também o aumento das cadeiras na Câmara e com isso, o aumento dos candidatos a vereadores, estimo que o tempo para a apuração seja de mais de dez dias em caso de eleições manuais", disse Imaculada.

Os cartórios ainda não foram notificados oficialmente pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre a mudança no processo eleitoral. "Eu também fiquei muito surpresa. Soube lendo a publicação do DOU. O tribunal ainda não se manifestou, para os cartórios, e não mandou nenhum comunicado. Mas, caso as eleições ocorram realmente de forma manual, seria um retrocesso para a sociedade", ressaltou Izânia Alves do Nascimento, responsável pela 415ª Zona Eleitoral.

Imaculada ainda tem esperança de que as eleições aconteçam com a utilização das urnas eletrônicas. "Ainda estamos no aguardo de instruções. Com a volta das eleições utilizando as cédulas de papel estaremos dando um passo para trás. Ainda estou na esperança de que o tribunal encontrará um jeito e as eleições serão feitas com as urnas eletrônicas. Mas se não há verba e for preciso mudar, precisaremos e vamos nos adaptar", relatou.

Com as eleições manuais, uma equipe da Polícia Militar (PM) precisaria ser disponibilizada para guardar todo o material até o final da apuração, a fim de evitar o desvio das cédulas ou algum ato ilícito. Também seria preciso a montagem de uma junta apuradora, que trabalharia, diariamente, na contagem dos votos.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias