Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Logo de aniversário de 60 anos
domingo 13 de junho de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 13/06/2021
EDP SEGURANÇA
Quality Admistração de Condomínios
MAGIC CITY - CAMPANHA SOLIDÁRIA
Brainer Ocupacional

Sincomércio estima aumento de 50% nas vendas para o Dia das Mães

Flexibilização da fase de transição permitirá melhora na comparação com o ano passado, avalia Valterli Martinez

Por Matheus Cruz - de Suzano06 MAI 2021 - 22h40
Expectativa do comércio é de aumento nas vendasFoto: Regiane Bento/DS
O Sindicato do Comércio Varejista de Mogi das Cruzes e Região (Sincomércio), estima o aumento de 50% nas vendas para o Dia das Mães, data celebrada no próximo dia 9 de maio. Segundo o presidente da entidade, Valterli Martinez, a fase de transição do Plano São Paulo contribui para o aumento no número de vendas após mais de um ano de restrições e prejuízos para o setor. 
 
“Temos uma expectativa muito boa. Principalmente porque no ano passado não tivemos bons números nesta data. Hoje, com o comércio aberto das 8 às 22 horas, vai facilitar o aumento nas vendas. Estimamos o crescimento de quase 50% em relação à 2020”, destacou. 
 
Apesar do possível crescimento, o presidente da entidade ainda vê o distanciamento dos saldos positivos para o setor na comparação com 2019, quando a Covid-19 ainda não era realidade. “Ainda não dá para comparar com 2019, quando não tínhamos qualquer restrição. Sabemos que as famílias tiveram um impacto econômico e perderam o poder aquisitivo. Ainda vamos ficar pelo menos 40% abaixo em relação a este ano”, disse. 
 
Um dos principais motivos para a estimativa de aumento nas vendas é a atual fase de transição do Plano São Paulo, período que, ao contrário das fases anteriores, concede maior flexibilização para os comerciantes. Desta forma, estabelecimentos comerciais, galerias e shoppings podem adotar o horário estendido de funcionamento, das 6 às 20 horas, assim como o setor de serviços. 
 
A flexibilização é concedida desde que os estabelecimentos continuem seguindo todos os protocolos de higiene, como distanciamento social e a ocupação máxima de 25% da capacidade. 
 
Segundo o presidente do Sincomércio, isso não será problema para os comerciantes. “Eles já estão cumprindo rigorosamente os protocolos recomendados, na verdade, nunca deixaram. Sabemos dos problemas de um possível fechamento, então eles estão muito preocupados com as medidas sanitárias”, explica. 
 
Além dos comerciantes e lojistas, as recomendações também são para que os clientes optem pela compra individual, sem o acompanhamento de familiares e amigos. Uma forma de evitar aglomerações e maiores riscos de contrair o vírus. 
 
Como forma de opção para os clientes, Valterli Martinez ainda conta com a estimativa das vendas online. De acordo com o presidente da entidade, a ferramenta digital se mostra cada vez mais efetiva para as negociações. 
 
“É de extrema importância que os comerciantes se mantenham ativos nas plataformas digitais. Percebemos o quanto as vendas pelo Facebook, WhatsApp e outros meios tem ajudado. A recomendação é que cada vez mais façam uso dessa possibilidade”, completou.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias