Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quarta 21 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/10/2020
Reisinger Ferreira
ÚNICCO POÁ
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC MULTI 2020
Pmmc Sarampo Outubro

Sindicato aponta irregularidades na nova estação. CPTM será notificada

19 FEV 2016 - 07h01

Há uma semana da inauguração da nova estação de Suzano, o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias da Zona Central do Brasil recebeu denúncias de irregularidades nas condições de trabalho dos funcionários. A situação foi confirmada pela diretora Sonia Marques da Silva, após visita realizada na tarde de ontem. A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) será notificada, por meio de ofício, sobre a situação classificada como "precária". "Os vestiários estão sem energia elétrica. Isso obriga os trabalhadores a saírem de casa uniformizados, pois não há como fazer a troca de roupas", explica.

Outra irregularidade encontrada foi a falta de água nos refeitórios. Segundo ela apurou, alguns funcionários têm comprado garrafas de água com recursos próprios. Em outros casos, enchem garrafas com a água que é utilizada na obra.

"Nossos trabalhadores estão acostumados com situações adversas. Presenciei casos onde eles faziam reparos, batiam pregos na antiga estação de Ferraz de Vasconcelos. Não há necessidade de se ter um ambiente em condições precárias. A estrutura do equipamento é ótima", aponta.

O próximo passo do sindicato será encaminhar um ofício de urgência à CPTM na próxima semana. O prazo para resposta da companhia é de 10 dias. Caso não tenha retorno do documento, o Ministério do Trabalho será acionado. Até lá, Sonia disse que o sindicato vai acompanhar a situação de perto e garantiu que novas visitas acontecerão nos próximos dias. A finalidade é garantir melhores condições aos funcionários da unidade.

SEM GREVE

Em entrevista ao DS, a diretora aproveitou para explicar que não há intenção de paralisação nas linhas 11-Coral e 12-Safira. Sonia comentou que, nos últimos dias, houve aumento na procura de trabalhadores sobre uma possível greve na região.

"Não estamos mobilizados pelo Plano de Participação de Resultados. Não vamos parar. Vamos esperar o término do prazo, que é em março", ressaltou.

Segundo a diretora sindical, a movimentação sobre paralisação das atividades é articulada por outro sindicato, que não controla as linhas 11 e 12.

A primeira etapa da estação de Suzano foi inaugurada no dia 11 deste mês ao custo de R$ 46,2 milhões. Na segunda etapa o prédio ganhará uma segunda plataforma e o maior bicicletário administrado pela CPTM, com 536 vagas. O gasto para esta etapa é calculado em R$ 15 milhões.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias